Revista Contra-Relógio
// Especial //

Uma volta ao mundo em 21 km

Edição 272 - MAIO 2016 - ANDRÉ SAVAZONI

Não há melhor forma de unir turismo, cultura e corridas do que participando de meias-maratonas, uma distância perfeita tanto para treinar quanto para viajar.

Conhecer os mais diversos países correndo é o sonho basicamente de dez entre dez apaixonados pelo esporte. Deixando a questão financeira de lado, que influencia diretamente na programação, a distância perfeita tanto para treinar quando para aproveitar ao máximo a viagem é a da meia-maratona. Assim, traçamos um roteiro de uma volta ao mundo em 21 km. Se ainda não é possível transformar essa ideia em prática, pelo menos já se pode ir escolhendo os locais e os roteiros para uma decisão futura. A seguir, apresentamos algumas sugestões de provas para deixar os leitores ainda mais estimulados.
A viagem pode começar pelo Canadá. Mas coloque de lado as tradicionais Montreal e Toronto, que contam com ótimas provas de 21 km e maratonas. A ideia é partir tanto para o lado do Pacífico quanto para a região das Montanhas Rochosas, uma das mais belas do mundo. A primeira opção é a BMO Vancouver Half Marathon.
Considerado um dos 21 km mais rápidos do Canadá, a Meia-Maratona de Vancouver foi selecionada como a principal corrida de rua da Colúmbia Britânica. Ocorre sempre no início de maio (a edição deste ano foi no dia 1º) juntamente com a maratona, porém, com um percurso completamente separado dos 42 km, oferecendo aos participantes uma experiência cultural única em Vancouver, considerada uma das principais cidades do mundo em qualidade de vida.
Os bairros de Yaletown, Chinatown e West End fazem parte do trajeto, passando por pontos históricos e turísticos, vistas deslumbrantes e comunidades vibrantes. Milhares de torcedores vão às ruas para animar o evento anualmente. A largada ocorre no Queen Elizabeth Park e a chegada no Stanley Park, com os 11 últimos quilômetros ao lado do mar. O site é www.bmovanmarathon.ca/runvan-half-marathon.
Então, hora de partir para as Montanhas Rochosas, mais especialmente na cidade de Whistler. O contato com a natureza é total no percurso dessa meia-maratona. Assim, encontrar um urso pode não ser apenas uma figura de linguagem para os quilômetros finais da prova! O local, inclusive, foi a estância de montanha dos Jogos Olímpicos de Inverno em 2010.
Com montanhas cobertas por imponentes geleiras como pano de fundo e visual ao longo de 21 km, não é de admirar que a Meia de Whistler integre com louvor a lista de "obrigatória" para corredores de longa distância de toda a América do Norte. Mais informações em www.whistlerhalfmarathon.com. A edição deste ano ocorre de 2 a 5 de junho.
Do Canadá, uma boa opção é descer para o Estado da Califórnia, nos Estados Unidos, mais precisamente para a "terra do vinho", com a Napa to Sonoma Wine Country Half Marathon. Correr 21 km em meio aos vinhedos é apenas um dos atrativos. O evento é realmente feito tanto para os corredores quanto para os apreciadores do vinho. Se você tem essas duas paixões, então talvez vá se divertir mais do que na Meia da Disney ou do Star Wars (esta também na Califórnia). O evento inclui degustação, shows musicais, festivais e premiação em garrafas de vinho. Outra vantagem é acontecer em julho (portanto, calor), neste ano no dia 17. Acesse http://destinationraces.com/runn2s/.
Nos Estados Unidos, outras duas meias integram a lista das mais bonitas e agradáveis, fugindo dos roteiros tradicionais e já bem conhecidos. Uma delas é a NU Hartford Half Marathon em Connecticut, também junto com uma maratona (www.hartfordmarathon.com). As inscrições podem ser feitas para as provas do dia 8 de outubro, um sábado. As duas distâncias, tanto os 21 km quanto os 42 km, são indicados para estreantes e para quem pretende fazer tempo por causa do percurso plano, paisagem diversificada e impressionante, incluindo o Connecticut, o maior rio da Nova Inglaterra, e muitas atrações culturais e apoio popular no trajeto.
A outra opção é a Hamptons Half-Marathon, que passa por belas regiões de Long Island. O percurso tem estradas arborizadas e os últimos quilômetros ao lado das praias, sendo plano e rápido. A maratona é organizada no mesmo dia, sendo também bem elogiada. A edição de 2016 ocorre em 1º de outubro, com inscrições abertas. O site é www.hamptonsmarathon.com.
Ainda nos Estados Unidos, como tradicionais, temos as meias de Nova York (com largada no Central Park e trajeto passando por Manhattan, incluindo a Times Square) no mês de março e a da Disney em janeiro, com toda a magia dos parques (o Magic Kingdom e o Epcot Center fazem parte dos 21 km). A corrida é praticamente plana, com apenas algumas leves subidas em passagens de ponte e retornos de vias. Informações respectivamente em www.nyrr.org e www.rundisney.com/disneyworld-marathon. Por sinal, a abertura das inscrições para os eventos da Disney em 2017 (quando será celebrada a edição de número 20 da meia-maratona) estava prevista para o dia 26 de abril - as provas acontecem de 5 a 7 de janeiro do próximo ano.

Publicidade


NA AMÉRICA DO SUL. Seguindo o roteiro de volta ao mundo, na América do Sul, além das meias no Brasil, como no Rio de Janeiro, São Paulo, Foz do Iguaçu, Porto Alegre, Brasília e Florianópolis, entre outras, que exigem uma logística muito menor, há as opções de Santiago no Chile (leia cobertura nesta edição, que ocorre tradicionalmente no início de abril) e de Buenos Aires, na Argentina, unindo gastronomia, cultura e uma corrida plana, bem organizada e tradicionalmente com temperatura fria no mês de setembro (dia 4 neste ano, com inscrições pelo www.maratondebuenosaires.com).
Voo curto, pouco mais de duas horas de São Paulo e do Rio de Janeiro e o mesmo fuso horário são outros atrativos da meia-maratona portenha. O percurso passa por alguns dos principais pontos turísticos da capital argentina, como Casa Rosada, Plaza de Mayo, Obelisco, Avenida Nove de Julho, bosques de Palermo, Recoleta e Teatro Colón.
Da Argentina, então, pode-se partir para a Austrália. Na relação das mais belas do mundo aparece a Newcastle Half Marathon (http://newrun.com.au/), que teve a edição deste ano em 2 de abril. O trajeto começa no Foreshore Park, atravessando o porto, praias e outros parques ao longo da costa de Newcastle. O evento conta com outras distâncias, todas bem organizadas e com separações de horários e trajetos.
Saindo da Oceania, o destino da viagem ao mundo por 21 km chega à China, com a Great Wall Half Marathon (http://great-wall-marathon.com/) realizada em conjunto com a Maratona da Grande Muralha, no dia 21 de maio.
Da Ásia, o voo seguirá para a Europa, onde as possibilidades de excelentes meias-maratonas e de viagem são inúmeras, principalmente entre os meses de março e abril, assim como setembro e outubro. Há duas, três ou até mais provas de excelência todos os finais de semana nesse período. A Meia de Paris, com largada e chegada na Esplanada do Château de Vincennes é uma delas. O percurso passa pelas praças da Nação e da Bastilha, além das margens do Rio Sena. É atualmente uma das maiores do mundo, com mais de 40 mil concluintes (www.semideparis.com).
Temos ainda as meias de Barcelona, Berlim, Praga, Viena e de Lisboa no primeiro semestre, e as do Porto e Londres no segundo. Uma das mais procuradas pelos brasileiros é a de Lisboa, considerada uma das melhores e mais rápidas do mundo. O local de largada dos amadores, a Ponte 25 de Abril, é um atrativo à parte. A elite e os amadores se encontram no km 5 e passam a correr no mesmo percurso até o final, com a chegada na frente do famoso Mosteiro dos Jerônimos. Acesse o www.meiamaratonadelisboa.com para mais informações. A edição de 2017 já tem data: 19 de março.
Já a capital da República Checa é uma cidade histórica e também uma das mais preservadas da Europa. A meia-maratona traduz com maestria toda a beleza da região ao longo dos 21.097 metros. A largada e a chegada ocorrem no ponto turístico mais famoso da cidade, a Ponte Carlos, que liga a parte antiga à nova e atravessa o Rio Moldava. A competição é quase que totalmente plana e muito bem organizada. Mais informações em www.runczech.com.


MEIA DE BERLIM. Para quem ainda não partiu para fazer os 42 km ou prefere viajar para fazer uma distância menor, a Meia de Berlim é a grande opção na Alemanha. A largada ocorre no centro histórico da cidade, e o Portão de Brandemburgo, que marcou a divisão e a derrubada do muro entre as duas Alemanhas, integra o trajeto. No dia da meia ocorrem vários outros eventos. A edição de 2017 está confirmada para o dia 2 de abril (www.berliner-halbmarathon.de).
Assinante da Contra-Relógio de Cuiabá, o médico Dalton Ferreira esteve este ano na Meia de Berlim. "Como apregoam, o trajeto é plano, passa por pontos agradáveis, tem boa participação popular por quase todo o tempo. Com relação ao evento uma coisa que chama atenção é que a medalha é bem pequena e simples, parece até aquelas de eventos do colégio! Para ter a camisa da corrida paga-se 30 euros antecipadamente e a feira apresenta diversidade de produtos. O deslocamento por Berlim é muito fácil através do metrô. A largada é por baias, o que facilita para quem quer imprimir o ritmo planejado desde o inicio. Na chegada, após ter acesso a água, chá e frutas, é distribuído cerveja. Quem puder participar, com certeza não irá se arrepender", afirma Dalton
Saindo dessa programação mais "comum" na opção dos brasileiros, temos a Morrisons Great North Run, na Inglaterra, que também costuma aparecer na relação das mais bonitas do mundo. Está marcada para o dia 11 de setembro (www.greatrun.org/great-north-run). Grupos musicais estão espalhados pelos 21 km, no caminho para a região de South Shields onde, no topo da Prince Edward Road, a vista para o mar é realmente de tirar o fôlego. A partir desse ponto, restando cerca de 2 km, é uma linha reta até o pórtico de chegada, em uma experiência única de participar de uma das maiores e principais meias-maratonas do mundo.



Passagem pela África
Nesse roteiro de volta ao mundo, faltaram provas na África, porém, o continente é famoso pelas ultramaratonas, como a Comrades e a Two Oceans, ambas na África do Sul, entre outras. Mas em relação à Two Oceans, há a opção de uma meia-maratona, que ocorre sempre no sábado, na véspera dos 56 km. Em 2017, está marcada para o dia 15 de abril e com uma atração especial: será a comemoração do aniversário de 20 anos. Mais informações em www.twooceansmarathon.org.za/events/half-marathon.
Já na parte norte africana, no Marrocos, em 31 de janeiro de 2017 teremos a Maratona e Meia de Marrakesh, que conta com grande participação de turistas (www.marathon-marrakech.com). Na mesma região temos a Semi-Marathon de la Ville de Bejaia, na Argélia (http://semi-marathondebejaia.com/).


Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados