Revista Contra-Relógio
// Comparativo //

Smartphone ou relógio com GPS?

Edição 284 - MAIO 2017 - LUCIANO MARTINS

Os dois equipamentos têm funções interessantes para os corredores e são cada vez mais usados em treinos e provas. Veja detalhes para lhe ajudar na escolha.

A tecnologia se propaga muito rápido e é difícil acompanhar toda sua evolução, mantendo-se com os dispositivos sempre atualizados. A cada momento surge um novo aparelho, seja somente com design diferente ou com alguma funcionalidade. O importante é estar atento para verificar se isto vai agregar algum ganho para nós.
Diante dessa realidade, na corrida já existe a seguinte discussão: é mais interessante usar um smartphone para marcar distância e ritmo ou um relógio com GPS? Do ponto de vista do mais prático e simples, utilizar um smartphone atende muito bem à necessidade de um corredor iniciante. Mas alguns irão perguntar: o smartphone não é feito para se comunicar? A resposta será: também. À medida que a tecnologia foi evoluindo, estes aparelhos foram ganhando inúmeras funcionalidades.
Estes dispositivos possuem GPS em sua concepção. Com isso, empresas de desenvolvimento de software foram criando diversos aplicativos, entre eles apps para controle de corrida. Esses softwares apresentam uma infinidade de recursos. Além de monitorar a atividade física realizada, exibindo tempo, ritmo médio e distância, muitos possuem redes sociais e clubes. Assim, acreditam motivar ainda mais os corredores a buscar a continuidade do exercício e conquistar uma vida mais saudável.
A desvantagem fica para o tamanho do aparelho. Os corredores terão que utilizar aqueles suportes no braço, ou objetos do tipo, para carregá-los ou então terão que praticar a corrida com ele na mão. A vantagem é que os smartphones possuem outros atrativos que poderão ser utilizados durante o treino ou prova, como escutar música, e boa parte gosta de usufruir deste recurso.
A escolha pelo aplicativo é simples, uma vez que basta pesquisar na loja de compras do aparelho e efetuar o download. Existem versões grátis e pagas. O usuário poderá utilizar a versão livre e caso ache que é necessário uma com mais recursos basta optar pela troca. Alguns recursos como gráficos de desempenho poderão ser apresentados nesta modalidade, porém os recursos básicos sempre serão exibidos. Entre os aplicativos mais conhecidos estão Strava, Runkeeper, Nike + Run Club, Runtastic e Endomondo.

Publicidade


MAIS CARO, MAIS COMPLETO. Já quem possui a certeza e a disposição financeira para investir em um equipamento mais específico para o esporte, o relógio com GPS é uma boa pedida. Estes equipamentos hoje em dia são utilizados por grande parte dos corredores. Eles apresentam todos os dados da corrida de forma instantânea. Basta apenas olhar para o pulso que as métricas de corrida estarão sendo exibidas na tela do relógio.
São dispositivos muitas vezes discretos, com tamanhos pequenos. Realizam o mesmo trabalho dos aplicativos, porém são aparelhos específicos para o esporte. Muitos deles já possuem sincronização com o smartphone, recebendo as mensagens que foram enviadas e exibindo no pulso. A desvantagem é ter que correr com os dois dispositivos, mas existe esta possibilidade. Já o pró desses aparelhos é o tamanho, quando comparado ao dos smartphones.
Existem relógios específicos para o esporte, que além das funcionalidades de corrida, também funcionam como pulseiras de monitoramento. Sendo assim, podem controlar além das métricas de corrida, informações do sono, número de passos etc.
Diversas marcas estão no mercado, como Suunto, Garmin, TomTom, Soleus, Polar. Cada empresa apresenta um modelo, por vezes com recursos semelhantes, diferenciados somente pelo design. No momento da compra, a indicação por uma marca e modelo utilizados por um amigo costuma ajudar muito na decisão pelo mais adequado.
Assim como os aplicativos para smartphones, os relógios com GPS também possuem uma plataforma web para visualização dos treinos. Neste local, o usuário possui todas suas atividades, podendo desta forma analisá-las, compartilhar com amigos e diversas outras ferramentas.
Como se pode ver, é difícil dizer o que é melhor. Cada pessoa tem uma percepção ou recurso que está disposta a investir com tecnologia para corrida. Muitos fazem destes aparelhos objetos do próprio corpo, como se não pudessem praticar atividades físicas sem alguns dos aqui citados. E isto é obviamente um exagero. O importante é realizar atividades físicas de forma saudável, eventualmente recorrendo à ajuda da tecnologia.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados