Revista Contra-Relógio
// Desafio Caixa / CR //

Seis provas para bater recordes

Edição 239 - AGOSTO 2013 - ANDRÉ SAVAZONI

Entre agosto e novembro, teremos opções de percursos rápidos para atingir os objetivos (sub 1h50, sub 1h40 ou sub 1h30) e vestir a desejada camisa do Desafio Asics-CR 21k.


O período de base já foi feito. As experimentações também. Chegou o momento de entrar na preparação específica, treinar forte, bater os recordes pessoais na meia-maratona e atingir o objetivo do ano de vestir a camisa do Desafio Asics-CR 21k. Os pouco mais de 500 leitores inscritos (todas as vagas foram preenchidas até o dia 17 de abril) terão seis provas válidas e rápidas entre este mês de agosto e novembro para ser sub 1h30, sub 1h40 ou sub 1h50. Agora é, literalmente, correr.
A relação dos eventos começa agora, no dia 18 de agosto, com a Meia Internacional do Rio de Janeiro. Largada na praia de São Conrado e chegada no Aterro do Flamengo. Uma variação de altimetria na largada, com a subida da Avenida Niemeyer, mas depois, o mesmo tanto de descida e, do Leblon até a chegada, percurso plano e praticamente todo ao nível do mar. O problema: o calor, potencializado pela largada mais tarde do que o normal. Mais informações em www.yescom.com.br.
Ainda em agosto, temos a Meia Internacional de Belo Horizonte, no dia 25. Os 21 km terão largada e chegada na Praça Nova da Pampulha, localizada na Avenida Otacílio Negrão de Lima esquina com Rua Exp. Celso Racioppi. Início cedo, a partir das 7h20, com separação por baias de ritmos, contribui para a possibilidade de bons resultados pessoais. Mais informações e inscrições em www.meiamaratonadebh.com.br.
Em setembro, temos o pico, com três meias-maratonas. Uma no Brasil e duas em países vizinhos, Argentina e Uruguai. Começa logo no início do mês, no dia 1º, com a Meia-Maratona da Praia Grande, que chega à décima edição. Com a mesma organização da Tribuna 10 km, tem percurso plano, com a segunda metade na beira do mar e cobertura da Contra-Relógio. Considerada uma das provas mais rápidas do país, o único problema pode ser a temperatura. Inscrições e informações pelo site www.triesportes.com.br. Mas é bom não perder tempo: há junto uma prova de 10 km e o limite é de 3.500 corredores. Até o fechamento desta edição, havia vagas.
Depois, vamos para duas provas que unem turismo, gastronomia e corrida com boa organização, largada cedo, tendência de temperaturas bem baixas e percursos rápidos e com pouca variação de altimetria. A primeira é a "queridinha" dos brasileiros, a Meia de Buenos Aires no dia 8 de setembro. Destaque para o frio e as avenidas largas por todo o percurso. Quem for à Argentina, só fique atento à largada, que nos dois últimos anos foi sem separação de ritmo. Então, é bom chegar cedo, aquecer e buscar um bom lugar para não perder muito tempo no início. A partir do km 2, fica tudo muito tranquilo. Informações e inscrições pelo site http://maratondebuenosaires.org/informacion21k.
Na sequência, seguimos no Mercosul, mais precisamente para Punta del Este, balneário uruguaio que realiza no dia 22 de setembro a Maratona e Meia que crescem a cada ano. Os 21 km são todo na beira do mar, planos, passando por diversos pontos turísticos da cidade. Inclusive o vento, que costuma pregar peças nos maratonistas, quase não atrapalha na meia. Informações e inscrições pelo www.maratondepuntadeleste.com.uy. Mais uma prova que conta todo ano com a presença da Contra-Relógio e muitos brasileiros.
Fechamos a temporada com Golden Four Asics Brasília, dia 3 de novembro. Entre os atributos dos 21 km na capital federal estão a largada às 7h com baias de ritmo, os quatro primeiros quilômetros em descida, avenidas largas, um trecho intermediário que exige concentração e ritmo e, nos últimos quatro quilômetros, mais descidas. Era o percurso mais rápido da série de meias-maratonas da Asics até a etapa de Porto Alegre, realizada em 30 de junho. Ainda pode retomar o título... Mais informações e inscrições pelo www.asics.com.br/golden4asics. Lembrando que os assinantes da Contra-Relógio têm 10% de desconto.

Publicidade


CAMISA GARANTIDA. Tem gente que iniciou o segundo semestre tranquilo, já vestindo a camisa do Desafio Asics-CR 21k com a quebra das marcas na meia-maratona. Leia alguns relatos:


"Nos 21 km da Golden Four Asics de Porto Alegre superei o desafio de ser sub 1h40 com o tempo de 1:38:17 e de quebra consegui a 18ª colocação na minha faixa etária. Estou superfeliz e divido a minha alegria com vocês da Contra-Relógio, que são indispensáveis para o crescimento, inclusive qualitativo, das corridas de rua no Brasil. Agradeço pelo incentivo e aguardo os novos desafios."
Orlando Venâncio
Porto Alegre-RS


"Quero parabenizar pelo Desafio Asics-CR 21k, que tenho a certeza serviu de incentivo para muitos corredores amadores brasileiros. Depois de 11 meias-maratonas e 91 corridas, desde 2009, o meu melhor tempo era 1:51:50. Com o Desafio, bati o meu recorde pessoal e fechei em 1:47:13, justamente na Golden Four Porto Alegre de 30 de junho, prova que foi uma das melhores que participei, com organização impecável. Parabéns à Contra -Relógio, cumprindo o seu papel social de incentivar o esporte brasileiro, especialmente a corrida. Não apenas em relação ao Desafio, mas por seu trabalho constante em propor melhorias nas corridas brasileiras, tais como a largada por baias, o que na Golden Four esse aspecto foi cumprido, proporcionando uma saída perfeita."
Newvani Cirolini Correa
Porto Alegre-RS


"Precisei de três tentativas para vencer o Desafio Asics-CR 21k (a Corrida da Ponte com 21,4 km e o K21 Arraial do Cabo pela dificuldade não entraram na conta). A primeira tentativa foi uma meia na Espanha, em uma prova que misturava trabalho e turismo, aventura publicada na CR de abril. Não tinha muitas pretensões, mas considerei o resultado de 1:41:38 bastante animador. A grande expectativa era a Golden Four Asics do Rio de Janeiro. Os balões dos marcadores de ritmo me faziam lembrar que aquele dia 7 de abril era a data do meu aniversário e vencer o Desafio seria um grande presente. Era só acompanhar os marcadores de 4:45/km e partir para o sprint final. Alguns quilômetros após a largada, percebi que os balões tinham muito mais gás do que eu e fui ficando para trás. Mais tarde, eu seria ultrapassado também pelos balões dos marcadores de ritmo de 5:00/km e fecharia a prova acima de 1h47. Era o meu aniversário, mas não o meu dia.
O resultado veio na Meia da Maratona do Rio. Costumo optar pelos 42 km cariocas, que já tinha participado em oito edições, mas motivado pelo Desafio, me inscrevi nos 21 km. Tive a sorte de largar bem na frente, ter a pista livre e poder correr no meu ritmo desde o começo. A largada bem cedo fez com que o sol só surgisse por trás dos prédios em Copacabana, no terço final da prova. Com o aumento do calor e do cansaço, o meu ritmo foi caindo perigosamente. Felizmente, a linha de chegada surgiu poucos segundos antes do limite de tempo. Completei a prova em 1:39:52. Já estou curioso para saber que desafios a CR vai nos propor em 2014." (Será na maratona - NR)
Stefan Zink
Niterói-RJ


"Agradeço a Contra-Relógio, que há tempos vem sendo o meu treinador, pela planilha publicada na revista de maio de 2013, a qual muito me ajudou em atingir o meu objetivo de ser sub 1h40 na Meia do Rio, completada em 1:38:22."
Marcelo Franco
Rio de Janeiro


"Gostaria de agradecer pelo grande incentivo que foi estar inscrito no Desafio e as excelentes ferramentas que foram as planilhas da Contra-Relógio. Participei da Golden Four do Rio de Janeiro, sendo meu recorde pessoal, mas ainda estava em uma fase inicial da preparação e não deu para o Desafio. Na Corrida da Ponte, senti que estava no caminho e na Meia-Maratona Caixa do Rio, realizada em 7 de julho, consegui 1:49:01!"
Gláucio César Ramos Coelho
Rio de Janeiro



Camisas começam a ser distribuídas


Demos início à entrega das camisas do Desafio Asics-CR 21k na etapa de São Paulo da Golden Four aos corredores inscritos previamente (não temos mais vagas para este ano). A partir deste mês, quem obteve a marca pode receber o "troféu" via Correios (mediante o pagamento prévio da taxa de envio) ou na sede da revista em São Paulo (avisando previamente). Ainda temos disponibilidade de todos os tamanhos (P, M e G). Também deverá haver entrega das camisetas na etapa de Brasília.
Quem já atingiu as marcas pode enviar um e-mail para desafio@contrarelogio.com.br, informando a cidade onde mora, para receber as informações do valor e de como fazer o depósito para o envio pelos Correios. E quem não é assinante ainda pode aproveitar os descontos de 20% nas assinaturas (em papel ou digital), pois, a partir de 2014, o Desafio prosseguirá com muitas novidades, mas também com uma mudança: será exclusivo para assinantes da Contra-Relógio.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados