Revista Contra-Relógio
// Medicina Esportiva //

Roupas de compressão; Nos dois joelhos; Desgaste da cartilagem; Articulação sacro-ilíaca; Tendinite patelar

Edição 208 - JANEIRO 2011 - JOSÉ MARQUES NETO


ROUPAS DE COMPRESSÃO
Sou assinante e leitor fiel desta seção, que considero de grande valia para nós corredores amadores. Fiz uma cirurgia de varizes, retirando a safena da perna direita e o médico solicitou o uso de meias de compressão 30/40 mmhg de 7/8, também durante as atividades físicas. Nesse sentido, gostaria de saber se as roupas de compressão substituiriam as meias?
Afonso Antonio Camizotti , Guarulhos, SP

Publicidade



Desconheço que as roupas de compressão possam substituir as meias, já que estas promovem uma compressão efetivamente maior. Procure seguir as orientações de seu médico.



NOS DOIS JOELHOS
Acompanho com atenção esta seção na CR e, mesmo ciente da limitação proporcionada pela falta do exame clínico, gostaria de saber a sua opinião, pois fui aconselhado a abandonar as corridas e partir para esportes mais "tranqüilos", como ciclismo ou natação. Vamos aos fatos: tenho os dois joelhos operados (artroscopia de menisco sem alteração de ligamentos), sendo o direito há 18 anos e o esquerdo há 7 anos; o JD está perfeito, sem qualquer dor ou limitação de movimentos, enquanto o JE sempre apresentou uma limitação de movimento, em agachamentos, mas sem dor. Isso não me impediu de participar de 3 meias e duas provas de 10 milhas em 2010, além de algumas provas menores;depois que passei a treinar na areia - só treinava no asfalto usando um bom tênis (Asics Kayano 16) - senti o JE instável, com barulhos de deslocamento, além de um pouco de inchaço (tratado com gelo de acordo com orientação médica); como não havia melhora e o médico dizia que não era nada demais, procurei um outro profissional que imediatamente solicitou um raio X e uma RM; o laudo foi criticado pelo médico como pouco conclusivo; além do abandono das pistas foi receitada a aplicação do medicamento Synvisc (reposição visco-elástica em 3 doses). Já faço uso do Artrolife há 1 ano. Tenho lido algo na CR sobre "reeducação" de pisada, com o uso de tênis mínimo, com bons resultados na diminuição de problemas nas articulações. Vale a pena tentar?
Renato Chave,
Rio de Janeiro, RJ



Não acredito que a tentativa com tênis mínimo vai lhe trazer algum benefício. Você tem os dois joelhos operados, e provavelmente foi submetido a ressecções parciais dos meniscos, que acarretaram um desgaste maior para os joelhos ao longo do tempo, como os médicos na época devem ter lhe contado. Não creio que o laudo dos radiologistas em relação à ressonância foi pouco conclusivo. Eles relatam lesões de cartilagem, manipulação cirúrgica prévia dos meniscos medial e lateral, sinovite e processos de inflamação generalizados, ou seja, osteoartrose. É interessante diminuir seu volume e intensidade de corrida para perceber se isto lhe traz algum alívio da crepitação e do edema (inchaço). Entre em programas de fortalecimento muscular para proteger mais suas articulações e continue a utilizar o gelo após os treinos. Recomendo que continue a usar o Artrolive e faça as aplicações de Synvisc, medicação que tem o intuito de repor o líquido sinovial através de injeção intra-articular nos joelhos. Alterne sua corrida com aquelas outras atividades sugeridas pelo seu médico e veja sua evolução.


DESGASTE DA CARTILAGEM
Gostaria de obter informações sobre a doença condropatia patelar. Se existe um tratamento eficaz para esse mal, assim como se poderei voltar a correr sem preocupação. Peço também informações sobre qual tipo de alimento devo comer para acelerar o processo de cura.
Andresson de Oliveira Nunes
, Moreno, MS



A condropatia patelar nada mais é do que o desgaste da cartilagem da patela, osso frontal da articulação do joelho, que se traduz em um quadro clínico caracterizado por dor, edema (inchaço), crepitação, e frequentemente limitação à movimentação. Seu tratamento é inicialmente conservador, ou seja, não cirúrgico, trabalhoso, e envolve medidas fisioterápicas para analgesia (melhora da dor) e cinesioterapia (exercícios), uso de gelo, redução do volume e intensidade de corrida, uso de condroprotetores via oral (condroitina e glicosamina), e eventualmente administração intra-articular de substâncias para a visco-suplementação, para a reposição do líquido sinovial que lubrifica a articulação. Não conheço sobre alimentos específicos que possam lhe trazer algum benefício efetivo neste caso.



ARTICULAÇÃO SACRO-ILÍACA
Estou sofrendo com a lesão na articulação sacro-ilíaca e como encontrei poucos artigos confiáveis sobre o assunto, pediria que a revista abordasse o tema.
Francisco Carlos Marinho Castro
, Cabo Frio, RJ



A sacro-ileíte é a lesão inflamatória típica da articulação sacro-ilíaca, que é a junção articular entre o osso sacro (coluna vertebral) e osso ilíaco (bacia). Pode desencadear dor lombar incapacitante em atletas, amadores ou profissionais. Esta lesão ocorre pela sobrecarga nos membros inferiores, transmitida para a região pélvica em esportes de grande impacto e longa duração, como é a maratona, afetando a articulação em questão. O diagnóstico dificilmente é realizado por meio de radiografias simples, sendo necessária a utilização de outros métodos como a cintilografia óssea, tomografia computadorizada ou a ressonância magnética para chegar ao diagnóstico. O tratamento normalmente é conservador e envolve medidas fisioterápicas para analgesia e reforço muscular regional para evitar as recidivas.



TENDINITE PATELAR
Pratico corridas de rua há 15 anos, desde meus 25. Treino todos os dias, uma média de 40 a 50 km semanais. Até então nunca tinha feito reforço muscular. Em junho de 2007, foi diagnosticado no joelho esquerdo uma tendinite patelar e fiquei 4 meses fazendo fisioterapia (choque, ultra som, gelo, alongamentos e reforço muscular). Nesse período a dor não desapareceu, e voltei a correr, fazendo duas vezes por semana reforço muscular. A dor continua, só que o prazer de correr é maior. Gostaria de saber se existe outro tipo de tratamento para o caso. Sempre sigo as dicas da revista e vou começar a visitar o site da mesma. Parabéns pela qualidade e conteúdo das matérias.
Anderson Martins
, São Paulo, SP



Considero que talvez você tenha que "interromper" seu prazer em correr para cuidar melhor do seu joelho, pois não creio que a dor vai passar sem que você pare um pouco de correr. As medidas fisioterápicas que você está fazendo estão corretas, mas já devia ter melhorado. Dê uma ênfase maior aos alongamentos e às atividades aeróbicas alternativas à corrida, assim você pode manter seu condicionamento enquanto se trata. Converse com seu médico a respeito, e certifique se a lesão não progrediu para outra estrutura na região do joelho.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados