Revista Contra-Relógio
// Contra-Corrente //

Onde estão os 4,5 milhões de corredores brasileiros?

Edição 205 - OUTUBRO 2010 - TOMAZ LOURENÇO

Numa terça-feira de setembro me preparava para meu treininho de 10 km e antes de sair dei uma olhada no jornal. Lá, no caderno de economia, passei os olhos em uma matéria que falava que a corrida no Brasil movimenta 3 bilhões de reais por ano. Para fechar essa conta, citava-se (mais uma vez...) que o número de corredores no país era de 4,5 milhões. Como sei e todo mundo sabe que o grande núcleo de corredores nos últimos anos está na cidade de São Paulo, com certeza algo entre ¼ e 1/5 do total brasileiro, saí para o meu treino para encontrar os outros 1 milhão de corredores da capital paulista.

Publicidade


Como cruzei com apenas dois corredores no caminho e com mais uns 30 lá no parque Villa-Lobos, cheguei a conclusão que os tais 1 milhão deveriam correr apenas no fim de semana, talvez 500 mil no sábado e outro tanto no domingo. Seriam os corredores de fins de semana, como alguns locutores de TV ainda falam. Como não conseguia imaginar esse movimento de corredores pelas ruas e parques de Sampa, inclusive impedindo o trânsito de veículos, comecei a achar que aqueles 1 milhão eram pura fantasia.


Resolvi então fazer outra conta, bem prática. Se a cidade tem 10 milhões de habitantes, então 1 em cada 10 moradores paulistanos corre, o que por si só mostra o absurdo desse "chute", mas fui em frente. Dei uma checada na minha rua onde moram umas 200 pessoas, e constatei que pelo menos ali a conta era de 1 para 200, já que pelo menos nos últimos 30 anos apenas eu tenho por hábito correr entre meus vizinhos. Por esse exemplo, daria uns 50 mil corredores na cidade.


A minha desconfiança aumentou em relação ao tal número, ainda mais que sempre que citado nunca é informado de onde ele foi retirado, ou no que se baseou, o que não chega a ser algo inusitado no jornalismo brasileiro. Enfim, acho que não adianta procurar, porque nunca serão achados os 4,5 milhões de corredores, ou melhor, serão sim, se considerarmos os que correm atrás de uma bola, para pegar o ônibus, fugindo da polícia ou do ladrão e por aí vai...



NÚMEROS MAIS REAIS. Há algum tempo, nesta mesma seção, fiz umas contas para tentar chegar a quantos corredores haveria no Brasil e para tanto parti de uma situação concreta: que iria considerar corredor todo aquele que participasse de pelo menos 1 prova (isso mesmo apenas 1 prova), mesmo que fosse em um revezamento, fazendo 5 km. Ainda mais porque, quando se cita aquele número gigante sempre se associa ao crescimento das corridas de rua, o que sem dúvida vem acontecendo. Ou seja, corredores seriam pessoas que participam de provas de rua e não os que simplesmente fazem esteira nas academias ou dão uma corridinha na praia ou nos parques de vez em quando. Naquele jornal, para dar mais "credibilidade" à matéria, havia até um quadro mostrando que o total de corredores teria passado de 2,9 milhões em 2007, para 3,6 milhões no ano seguinte e finalmente 4,5 milhões em 2009.


Então, voltando às nossas contas, com o critério pouquíssimo rigoroso de considerar corredor qualquer um que tenha se inscrito em uma mísera corridinha anual, e sendo benevolente nas somas dos números das principais provas brasileiras, chegamos a alguma coisa entre 400 e 500 mil corredores no país, aí incluídos os que nunca ou pouco treinam e que entram em apenas uma prova por ano (em um revezamento, por insistência de amigos/colegas de trabalho ou faculdade, ou naquela de aniversário da cidade etc), e que são bastante representativos desse total.


Nas matérias sobre o tema, geralmente a Corpore é citada, por sua antigüidade e eficiência na organização de provas, e por dispor de inúmeras estatísticas. Então fomos a elas, e aí se constata que a entidade fez 230 mil inscrições entre janeiro de 2008 e setembro de 2009, em 27 eventos no Brasil (principalmente em SP), envolvendo 93 mil corredores (muitos fazem mais de uma prova da Corpore). Considerando o período de um ano chega-se a algo como 60 mil corredores fazendo corridas da entidade anualmente, uma vez que a cada ano é expressiva a participação de iniciantes, assim como muitos desistem do esporte ou simplesmente não se inscrevem. Como existe somente meia dúzia de organizadoras do porte da Corpore no país, e outro tanto um pouco menor, fica fácil se chegar à conclusão que corredores no Brasil que participam de eventos de rua não devem mesmo passar dos 500 mil.

7 Respostas para “Onde estão os 4,5 milhões de corredores brasileiros?”

  1. ..Sinceramente, 500 mil eu ainda acho utópico! rsrsrsrs.

  2. De fato, o que se vê de corredores são nos fins de semana nos parques e se trombando, sem muita noção de espaço e direção.
    Se fez um friozinho e se caiu dois pingos, pronto, lá se foram eles de volta para as esteiras das academias.

  3. E quem adora correr, corre regularmente, mas nunca participou de uma prova? Nem pretende participar, pois prefere correr sozinha e não gosta de tumulto nem de multidão? Pra saber da performance, meu querido Garmin me dá as informações.
    Adoro correr mas não entro nas estatísticas.
    Conheço outras pessoas assim como eu….

  4. Realmente é uma coisa a ser pesquisada a fundo, eu por exemplo não participei de corridas de rua este ano, mais fiz Duatlhons Aquáticos (natação e corrida) e treino regularmente para triathlon.
    Posso ou não posso ser considerado um corredor?
    Pelo critério de inscrições em provas não entro nas estatísticas também!!!!

  5. Olá,
    Estás convidado a correr em BH!
    Gstei da matéria. Achei interessante a idéia de quantificarmos-nos. Me parece que de um lado está um dado hiper otimista e gostaria de saber a fonte também, porém achei muito pessimista a forma de calcular os mortais corredores. De 4,5 milhão para 500 mil pessoas é muita diferença. Talvez, os valores estejam corretos, porém os parâmetros equivocados. De ambas as análises. Onde resido – BH – é assustador o número de pessoas correndo e o aumento do esporte a cada nova prova. Basta ver o calendário anual de corridas na região. Há mês com 5 ou 6 corridas, no estado chega a 9 ou 10. Incluindo os piratas, talvez o número quase dobre.
    Acho 500 mil pouco (sao só 16600 pessoas correndo por dia, espalhadas em ‘todo’ o país, pouco mais de 600 por estado), mas 4,5 mi já acho muito…
    Anderson Rodrigues

  6. Olá!
    E se você tentar pensar que São Paulo não é o centro do universo, talvez perceba que os números são reais. Acorda, deixa essa miopia pra lá e perceba que existe vida fora da sua realidade.

  7. os 4.5 milhões está demais, mas 500 mil é pouco. arrisco a dizer que somente são paulo deva ter perto de 1 milhão. se na sua rua só tem você, venha conhecer meu prédio, o número de corredores é grande. No meu trabalho idem, de 120 pessoas devo conhecer umas 30 por alto, dessas tem uns 8 que correm.

    Você corre no vila lobos, atravesse o rio e vá correr na USP em um sábado, chegue por volta das 8:30-9hs. A quantidade é tanta que uma pista não é suficiente, quem pedala preciso tomar cuidado ao circular.
    outro local ótimo para se ter uma ideia é o Ibirapuera, um amigo brincou dia desses que o local é ótimo para quem está treinando para a maratona de nova delhi. simula muito bem a densidade demográfica.

    enfim, acho que vale um levantamento melhor … o assunto rende uma boa discussão.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados