Revista Contra-Relógio
// Especial //

O coração da Olimpíada

Edição 274 - JULHO 2016 - ANDRÉ SAVAZONI

Atletismo é a modalidade mais assistida e a que distribui o maior número de medalhas - 141, tendo como ápice a final dos 100 metros masculino.

Pode-se dizer que o atletismo é o carro-chefe dos Jogos Olímpicos. Esporte mais antigo da competição, está presente desde o período da Grécia antiga, em 776 a.C. Também é o que distribui o maior número de medalhas, 141, sendo 47 de ouro, 47 de prata e 47 de bronze. A final dos 100 m rasos no masculino é o evento da competição com a maior audiência na televisão em todo o mundo. Ainda mais na Rio-2016, com todos os olhares voltados para a performance do jamaicano Usain Bolt. As disputas do atletismo serão entre os dias 12 e 21 de agosto (confira toda a programação detalhada nesta edição da Contra-Relógio).
Ao longo das décadas da era moderna dos Jogos Olímpicos, que teve início em 1896 em Atenas, não faltam ídolos na modalidade, como os brasileiros Adhemar Ferreira da Silva e Joaquim Cruz, o checo Emil Zatopek (o único a vencer os 5.000 m, os 10.000 m e a maratona em uma mesma edição), os quenianos Abebe Bikila e Samuel Wanjiru, os etíopes Haile Gebrselassie e Kenenisa Bekele, o finlandês Paavo Nurmi, o jamaicano Usain Bolt, os norte-americanos Jesse Owens, Carl Lewis e Michael Johnson, e o britânico Sebastian Coe, para citarmos apenas alguns dentro dessa relação enorme, destacando os ligados às corridas, seja de velocidade ou de meio-fundo e fundo.
O atletismo olímpico é dividido em provas de pista, de campo e de rua. Na pista são 24 disputas (veja a relação no quadro), entre homens e mulheres, dos 100 m aos 10.000 m. Na Rio-2016, terá como palco o Estádio Olímpico do Engenhão. No máximo, haverá três rodadas em cada prova (primeira fase, semifinais e finais). Esse número será baseado na quantidade de atletas. As exceções são as competições de 10.000 m masculino e feminino, com uma final diretamente, sem eliminatórias.
As provas de campo são 16 (lançamentos, arremessos e saltos), sendo compostas de uma rodada de qualificação e uma final. Os eventos combinados, o heptatlo (sete provas no feminino) e o decatlo (dez no masculino), preveem uma série de provas ao longo de dois dias consecutivos. Também com as disputas no Engenhão.
Na rua teremos a maratona no masculino e feminino, com largada e chegada no Sambódromo e um percurso com a maior parte na região do Aterro do Flamengo (onde serão duas voltas no trajeto, o que facilitará para os torcedores acompanharem), e a marcha atlética, com as provas de 20 km (homens e mulheres) e 50 km (masculino apenas) no Pontal, região beira-mar do Rio de Janeiro.

Publicidade


OS PERSONAGENS - Dois atletas terão um olhar diferente na Rio-2016. O primeiro é o jamaicano Usain Bolt, que pode escrever definitivamente o nome na história com o tricampeonato olímpico nos 100 m, 200 m e revezamento 4x100 m, as três competições mais velozes do atletismo. Foram três ouros em Pequim-2008 e mais três em Londres-2012. O "raio" é o homem a ser batido na Olimpíada.
O outro é o britânico Mo Farah, atual campeão olímpico dos 5.000 m e 10.000 m, que busca entrar na galeria dos bicampeões. Além disso, o fundista é tricampeão mundial seguido dos 5.000 m e bicampeão nos 10.000 m (tendo ainda uma medalha de prata). Ou seja, se contarmos os dois últimos Mundiais e a Olimpíada de Londres, está invicto nessas duas disputas há quatro anos, desde 2012.



Anote na agenda
As provas de atletismo nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro ocorrem entre os dias 12 e 21 de agosto.



Recordes olímpicos da maratona
Em Pequim-2008, na prova masculina, o queniano Samuel Wanjiru (já falecido) percorreu o trajeto em 2:06:32. Entre as mulheres, a etíope Tiki Gelana fez o tempo de 2:23:07 em Londres-2012. São os dois recordes olímpicos dos 42 km.



MAIORES MEDALHISTAS NO ATLETISMO*


Masculino
Atleta (País) Ouro Prata Bronze Total
Paavo Nurmi (Finlândia) 9 3 0 12
Carl Lewis (Estados Unidos) 9 1 0 10
Ray Ewry (Estados Unidos) 8 0 0 8


Feminino
Atleta (País) Ouro Prata Bronze Total
Merlene Ottey-Page (Jamaica) 0 3 6 9
Irena Szewinska (Polônia) 3 2 2 7
Veronica Campbell-Brown (Jamaica) 3 2 2 7
*Fonte: Rio-2016

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados