Revista Contra-Relógio
// Como funciona //

Musculação é coisa do passado?

Edição 279 - DEZEMBRO 2016 - YARA ACHÔA

É bom fortalecer para correr melhor e evitar lesões. Mas você não precisa necessariamente puxar ferro na academia. Várias novas modalidades estão aí para lhe dar aquela força.

Numa era em que a todo instante surgem novidades, difícil mesmo é se contentar com o básico de sempre. No universo da atividade física não é diferente. E para atrair e motivar cada vez mais as pessoas, as academias não poupam esforços para criar modalidades. Para quem enjoou da musculação, por exemplo, há várias alternativas. E como manter os músculos firmes é importante para quem corre, selecionamos os principais lançamentos da temporada nas grandes redes de academias. Confira!

Publicidade


FUNCIONAL COMBAT. Combinação de modalidades é algo que faz sucesso e agrada a vários públicos nas unidades da rede Bodytech espalhadas pelo Brasil. "A novidade do momento é a aula que une treino funcional e movimentos de luta, como muay thai, jiu-jítsu, boxe e MMA", diz o treinador André Trombini, da unidade JK, na capita paulista. A aula tem uma parte de luta, que é dividida em exercícios técnicos, de força, resistência, potência, recuperação ativa e descansos curtos. A parte funcional conta com exercícios alternados de circuito - saltos, giros, agachamentos, flexões -, com o auxílio de acessórios como medicine ball, elásticos, kettlebell, fitas suspensas e caixotes. Em cada estação o aluno fica de 30 segundos a três minutos. "Usamos a metodologia intervalada com estímulos de alta intensidade, seguidos pausas recuperativas em baixa intensidade. O objetivo é trabalhar e desenvolver as aptidões cardiorrespiratórias, força e resistência, simultaneamente, em um curto espaço de tempo". A duração do treino é de 60 minutos.
Benefícios para quem corre: melhora do condicionamento de forma geral e das capacidades físicas como coordenação, agilidade, flexibilidade e velocidade.


MOOVE. Baseado no método pilates, o Moove, também da rede Bodytech, tem por objetivo trabalhar todo o corpo, com foco em fortalecimento, flexibilidade, propriocepção e mobilidade articular. "Usamos um único aparelho na aula, onde executamos muitos exercícios do método pilates e mais uma infinidade de movimentos. O core é um dos principais focos da atividade, visando controle e estabilização, mobilidade e imobilidade. A aula tem duração de 30 minutos a uma hora", explica o professor Youssef Khouri. A respiração e a postura também são bastante trabalhadas no treino.
Benefícios para quem corre: melhora da postura e da respiração. e fortalecimento do core (centro de força do corpo que abrange os músculos das costas, da barriga e do quadril) - o que é essencial para evitar lesões e aumentar o desempenho.


ORANGE ZONE. Essa aula da Cia Athletica, também de São Paulo, desenvolve resistência, potência e força muscular, além de queimar muitas calorias. "Ela acontece em um ambiente totalmente desenhado para estimular o aluno a dar o seu melhor, com música empolgante, professores experientes e monitoramento de frequência cardíaca constante", descreve o gerente Cacá Ferreira. Durante 30 minutos a ideia é trabalhar a condição cardiovascular, com um treino intervalado nos ergômetros (esteiras e remadores). Depois, em mais 30 minutos, são feitos exercícios funcionais, globais (que movimentam vários grupamentos musculares simultaneamente) com a utilização de equipamentos variados, como fita de suspensão, step, funcional board e halteres. "O objetivo é fortalecer os grandes grupamentos musculares (coxas, glúteos, pernas, peito e costas), assim como os músculos mais internos (posturais, estabilizadores)."
Benefícios para quem corre: aumenta a resistência muscular localizada e a resistência muscular geral, além de trabalhar o fôlego.


CIA FUNCIONAL
Trata-se de uma aula em grupo circuitada, com duração de 45 a 60 minutos, disponível nas unidades da Cia Athletica de Porto Alegre, Curitiba, São Paulo, Belo Horizonte, Recife, Manaus e Belém. Por meio de uma estação funcional, chamada Synrgy ou Motion Cage, são desenvolvidos exercícios para usar os músculos de diferentes formas.
Benefícios para quem corre: trabalha o corpo - braços, tronco e pernas - com treinos motivadores e diferentes a cada dia.


RACE BOOTCAMP
Novidade da rede Bio Ritmo, mistura corrida, musculação e funcional. O objetivo é trabalhar o corpo de forma global. "O corredor se sente à vontade porque além dos exercícios de fortalecimento - com agachamento, abdominais e outros de fácil execução -, tem a parte de esteira. No equipamento são propostas várias e desafiantes intensidades e, com esses 'choques', pode-se alcançar velocidades nunca experimentadas na rua. Incluir essa modalidade na planilha, uma ou duas vezes por semana, sem dúvida ajuda a melhorar o condicionamento e a tonificar os músculos", diz o professor Franklin Bisneto. Mais: com a variação de estímulos constante, o praticante mantém a frequência cardíaca elevada, o que turbina e prolonga o gasto calórico. Uma sessão de 45 minutos queima, em média, 600 calorias.
Benefícios para quem corre: tonifica os músculos do corpo todo com exercícios dinâmicos; trabalha a capacidade cardiovascular e melhora força e potência na corrida.


BIO MOTR. Lançada na unidade Paulista da Bio Ritmo, a modalidade trabalha as funções cardiorrespiratórias, o fortalecimento, a flexibilidade e o equilíbrio por meio de exercícios funcionais realizados em um equipamento chamado MOTR. Trata-se de um rolo almofadado com braços de extensão e alças ajustáveis com três níveis de resistência. "O treino, que tem de 30 a 45 minutos, é estruturado com base no pilates e no treinamento funcional e é indicado para homens e mulheres de todas as idades", diz a professora Márcia Caliente. Com apenas 30 minutos de duração, a atividade proporciona queima de até 500 calorias e colabora para perda e controle de peso, além de melhorar a tonicidade muscular.
Benefícios para quem corre: os exercícios beneficiam o corpo todo, mas também podem ter foco específico no core e em membros inferiores. Por meio do acessório, pode-se fazer também um trabalho de liberação miofascial em áreas de tensão para o corredor, como lombar, coxas e panturrilhas.



A AULA DO ROLO
Se você ainda não ouviu falar, vai começar a ouvir muito o termo "liberação miofascial". Ele refere-se à ação de destravar e reequilibrar os músculos (mio) e seus envelopes de tecido conjuntivo (fáscias). E as academias estão trazendo essa técnica da fisioterapia para suas aulas - o que é uma boa pedida para quem corre e precisa dar uma aliviada na musculatura. Na rede Bodytech, a modalidade ganhou o nome de Stretch Roller e é realizada com auxílio de um rolo de espuma compacto. A atividade é baseada nos pilares da autoliberação miofascial (ALM), sendo realizada em três etapas.
Principais benefícios para quem corre: auxilia na prevenção e reabilitação de lesões; promove o equilíbrio das cadeias musculares; melhora a flexibilidade e a mobilidade articular especialmente das estruturas que sustentam tornozelos, joelhos e quadril; previne problemas como canelite (inflamação da fáscia que envolve a tíbia) e cãibras na panturrilha.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados