Revista Contra-Relógio
// Cobertura //

Mountain Do Costão do Santinho

Edição 275 - AGOSTO 2016 - ANDRÉ SAVAZONI

Prova no litoral catarinense é uma das mais bonitas e difíceis do Brasil

Uma corrida com um visual incrível, mas que cobra por cada quilômetro percorrido para ter acesso às belezas naturais. Essa pode ser uma excelente definição para o Mountain Do Costão do Santinho, disputado no dia 25 de julho, em Florianópolis. Foram três distâncias: 8 km, 21 km e 42 km.
A competição integra o circuito internacional do Mountain Do, que passa por três outros países da América do Sul. Fim do Mundo em Ushuaia (Argentina), Deserto do Atacama (Chile) e Vale Sagrado dos Incas (Peru). No congresso técnico da sexta-feira, foi informado que o Costão do Santinho tem o percurso mais exigente das quatro, o que realmente se comprovou no dia seguinte.
O evento no Costão do Santinho envolve três dias. Hoje, enquadra-se em uma das melhores opções para viajar em casal, com os filhos ou amigos. A começar porque o hotel oficial é também o ponto da entrega dos kits e coquetel da sexta-feira, da largada e chegada do sábado (além de parte do percurso) e do almoço e premiação do domingo. A ideia da organização é ampliar o espaço com a criação de mais uma distância, uma ultra de 65 km a partir da edição de 2017 (veja box). Inclusive, quem se hospeda no Costão, além do sistema de all inclusive (refeições e bebidas), tem direito a uma inscrição por quarto.
As largadas foram escalonadas, começando às 8h30 com os 42 km. Depois, às 9h partiram os corredores dos 21 km e, por fim, às 9h30, os dos 8 km. Isso favorece em muito o fluxo durante a primeira trilha, evitando uma grande aglomeração, algo que complica muito em provas de montanha. O trajeto da maratona tem uma grande variação de pisos. Longos trechos de praia com areia fofa e dura, estrada de terra, dunas, trilhas secas e molhadas, bosques, costão, calçamento e escadaria (dentro do hotel) e bem pouco de asfalto.
Após largar dentro do hotel, corre-se pela Praia do Santinho no sentido Praia dos Ingleses. Cerca de 3 km de areia dura e, depois, o primeiro morro, com areia fofa, bosque e boas subidas. Cerca de 500 m de inclinação "pesada" e espaço para apenas um corredor. Após contornar o morro, retorna pela areia pelo mesmo caminho em direção ao hotel. Uma volta dentro do complexo e um longo trecho de estrada de terra. Na altura do km 13, a separação, com o pessoal dos 21 km partindo para a região de dunas e, o dos 42 km, no caminho da bela Praia de Moçambique. Muita terra e areia, até o retorno, por bosques, estrada de terra, até o km 33. Desse ponto, ao final, o percurso é o mesmo da meia-maratona.
Corre-se em um trecho de 1 km de dunas, aproximadamente, mais trilhas com areia fofa, um pouco de asfalto, e, então, começa a parte mais complicada. De quarta para quinta-feira choveu bastante em Florianópolis, mas o tempo permaneceu firme ao longo do dia tanto na quinta quanto na sexta, porém, esse trecho não secou, sendo informado esse detalhe no congresso técnico. Assim, além da parte de costões na beira do mar e da trilha com passagem para apenas um corredor, a lama garantiu uma sucessão de tombos e potencializou as dificuldades.
O Morro das Aranhas leva da Praia de Moçambique para a do Santinho. O visual é muito bonito, ainda mais com o dia de temperatura agradável e sol. Ao concluir o sobe e desce dentro do Morro das Aranhas, volta-se para o Costão do Santinho. Na arena de chegada, estrutura completa, com sucos naturais, água de coco, frutas, barra de cereais, água, bolachas salgadas e um espaço de massagem, além do posto médico.
No domingo pela manhã, houve a entrega da premiação, com a presença do padrinho do evento, o maratonista e medalhista olímpico Vanderlei Cordeiro de Lima (que inclusive "estreou" em provas de montanha ao fazer os 8 km do Mountain Do), e o almoço para os participantes - tanto o coquetel de sexta quanto o almoço estão inclusos na inscrição.
A organização manteve o bom nível do Mountain Do. Hidratação com água e isotônico, além de Pepsi no km 33 da maratona, e três postos de gel de carboidrato, com opção de frutas. Rápida divulgação dos resultados e agilidade tanto no congresso técnico quanto na premiação também se destacaram.
Foram 74 concluintes nos 42 km (62 homens e 12 mulheres), com vitórias de Hamilton Kravice (3h12 e recorde da prova) e Luisa Schaffer, com 4h17. Nos 22 km, 268 corredores e, nos 8 km, 337. Terceiro colocado com 3h35, o treinador da assessoria ML Mix Run, do Rio de Janeiro, Leonardo Schwab, aprovou a estreia no Mountain Do. "Em relação à organização, foi perfeita. Quero voltar", afirmou, com o intuito de trazer alunos na próxima edição. Mais informações e resultados completos no site oficial - www.mountaindo.com.br.

Publicidade



Novidades para 2017
A edição do próximo ano do Mountain Do Costão do Santinho está marcada para o dia 1º de julho e, de acordo com a organização, novidades já estão confirmadas, entre elas, uma quarta distância, de 65 km. Assim, serão 9 km, 23 km e 42 km, além da ultramaratona. Mas esse é apenas um dos pontos.
Em entrevista à Contra-Relógio, Euclides Neto, o Kiko, diretor do Sports Do, confirmou o projeto de alterar o conceito do evento, passando a contar também com atletas de ponta. "Sabemos que o investimento será bem maior, mas estamos preparando esse passo e agora nos sentimos prontos para tornar o trail run ainda mais atraente", explica Kiko. "E para trazer os atletas europeus, precisamos de uma distância maior, por isso os 65 km no Costão do Santinho. Caso contrário, eles nem viriam."
A parceria está sendo amarrada com a Salomon, fornecedora de material esportivo. "Teremos toda a estrutura aqui do Costão do Santinho, com mais espaço na arena. Apenas pretendemos manter o limite de 1.200 participantes somando todas as distâncias. Queremos crescer, mas dando o mesmo nível de atenção aos corredores", completa Kiko.



Deserto do Atacama
Estão abertas as inscrições para o Mountain Do Deserto do Atacama, no Chile, marcado para o dia 13 de novembro. São três opções de distâncias: 42 km, 23 km e 6 km. A largada e a chegada (bem como a hospedagem dos participantes) ocorrem em San Pedro do Atacama. O percurso é em terreno variado: 5 km de asfalto, 2 km de dunas, 30 km de estrada de chão, 3 km de trilha e 2 km de areia.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados