Revista Contra-Relógio
// Aquecimento //

Maratona de Porto Alegre

Edição 271 - ABRIL 2016 - ANDRÉ SAVAZONI

Com percurso plano e localização mais centralizada da largada e chegada, no Parque Harmonia, além de clima favorável, prova gaúcha é excelente para busca de recordes pessoais e para os estreantes.

Uma prova plana, com largada cedo e grande possibilidade de frio ou mesmo muito frio devido à proximidade do inverno, além de organização correta. E ainda com premiação nas faixas etárias e percurso oficial com chancela da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), válido como índice para Boston-2017 e para o Ranking da CR. Esta é a Maratona de Porto Alegre, cuja 33ª edição ocorre dia 12 de junho e com inscrições abertas por R$ 90. Mais informações e inscrições pelo site www.esportif.com.br/evento/maratona16/.
Uma mudança neste ano foi o fim dos revezamentos. Além dos 42 km, haverá provas individuais de 21 km, 10 km, 5 km e 3 km. O limite é de 7.500 participantes em todas as distâncias. "Por estudos realizados pela empresa pública de transporte e circulação em reunião com os organizadores, chegamos ao consenso de não mais realizar os revezamentos, portanto teremos somente provas individuais. Acreditamos que desta forma englobaremos ao evento todos os níveis de corredores, desde o iniciante até o mais experiente maratonista. Sem os revezamentos, será possível aos participantes das distâncias menores acompanhar a chegada dos maratonistas", explica Paulinho Stone, do Corpa, organizador do evento.
De acordo com Paulinho, houve a mudança da largada/chegada por necessidades de adequação do trânsito e diminuição dos custos de aluguel dos locais anteriores. "Será uma prova atrativa para todos, com a interação entre os participantes. Teremos novamente a Maratoninha para crianças a partir dos 3 anos, com medalha de participação para que, desta forma, todos possam participar desta grande festa."
Um detalhe interessante e que acontece apenas na maratona gaúcha é a largada das mulheres (elite e amadoras) 15 minutos antes dos homens, de maneira que as mais lentas não ficam tão isoladas na parte final dos 42 km.
A alteração da largada/chegada foi elogiada pelo assinante João Ferreira Freitas, de Curitiba, que corre em Porto Alegre desde 1995, quando estreou nos 42 km, e nesse período participou de 16 edições da prova (a melhor, em 2001, aos 50 anos, com 2h49). "O grande ponto positivo para mim neste ano foi justamente essa mudança do local da largada/chegada para um lugar mais próximo aos hotéis, facilitando a vida de todos. Interessante também alterar a data para um mês tradicionalmente mais frio, em junho. Além de ter a premiação por faixas etárias, o que atrais corredores mais competitivos."
Realmente, um dos destaques em Porto Alegre é essa premiação dos cinco primeiros por idade, além dos cinco mais rápidos no geral. Até o fechamento desta edição, os valores em dinheiro ainda não estavam definidos, além dos troféus. Ao longo deste mês, as informações estarão disponibilizadas no site oficial, de acordo com a organização.
Mas o principal atrativo mesmo de Porto Alegre é essa mescla entre o percurso praticamente plano (o ponto de elevação mais alto é de 38,5 m) e a grande possibilidade de clima frio. A pedido da Contra-Relógio, o treinador gaúcho Claiton Lenz, assinante da revista, analisou os 42 km para os leitores que estarão na maratona em 12 de junho, como o editor da CR, Tomaz Lourenço, na busca do índice para comemorar seus 70 anos na Maratona de Boston em 2017.
"A largada será no Parque da Harmonia. A maratona segue então em direção à zona sul de Porto Alegre. Nesse início, serão 8,5 quilômetros completamente planos. Ali pelo km 9 começam algumas subidas alternadas com descidas, mas nada que comprometa o ritmo de prova, pois dá para recuperar nas descidas o que se perde nas subidas, tranquilamente. Depois do km 13 nada de subidas até o km 23, onde haverá um breve elevação antes da Rua Irmão José Otão", afirma Claiton Lenz.
"Depois disso, segue tudo ‘tranquilo e favorável' até o km 25, onde há uma subida no Viaduto Tiradentes, mas nada de arrancar os cabelos... No km 36, quase 37, outro viaduto (parte nova do trajeto), mas muito leve também. A partir daí, segue até o centro da cidade e retorna para o local de largada, tudo plano. Ou seja, é só botar em ponto morto e seguir até o km 42", completa o treinador gaúcho. "Resumindo: subidas maiores entre os km 9 e 13 e depois bem leves nos km 23, 26 e 36, mas sinceramente essas três nem considero subidas."
Para quem é de fora de Porto Alegre, a Rede Master de hotéis é a oficial da maratona, em uma parceria com o Corpa, com desconto para os participantes e café da manhã antecipado no dia. Segundo a organização, a unidade Master Express Perimetral é a mais próxima da largada/chegada no Parque Harmonia.

Publicidade


TRANSPORTE PARA OS CORREDORES
A Maratona de Porto Alegre conta com o serviço de transporte oferecido pela organização na sexta-feira, no sábado e no dia da prova, incluindo o aeroporto e a rodoviária nos desembarques. Confira a programação:
Saídas do aeroporto, passando pela rodoviária:
Sexta-feira: 9h30 - 11h30 - 14h - 17h - 19h
Sábado: 9h30 - 11h30 - 14h - 17h
(Sempre seguindo direto para a retirada do kit)
*Pontos de referência:
Aeroporto, tanto no Terminal 1 quanto no Terminal 2, junto ao setor de desembarque.
Rodoviária: Junto ao setor de informações.
OBS: Haverá uma pessoa identificada da maratona, indicando o local de saída da van, de acordo com o Corpa.


Saídas da retirada dos kits para o Centro (esquina da Avenida Perimetral com Avenida Lima e Silva em frente ao Hotel Master Express ou esquina da Avenida Borges de Medeiros com Avenida Sete de Setembro diante do Largo Glênio Peres)
Sexta-feira: 11h - 13h - 15h30 - 18h30 - 20h
Sábado: 11h - 13h - 15h30 - 18h

No dia da prova
1 - Dois ônibus e três vans saindo às 5h45 da esquina da Avenida Perimetral com Avenida Lima e Silva em frente ao Hotel Master Express.
2 - Dois ônibus e três vans saindo as 5h45 da esquina da Avenida Borges de Medeiros com Avenida Sete de Setembro em frente ao Largo Glênio Peres.
3 - Dois ônibus e duas vans saindo às 5h45 da esquina da Avenida Alberto Bins com Rua Coronel Vicente.
Nos três casos, no retorno após a prova os atletas deverão pegar o ônibus no mesmo local onde foram deixados.


LARGADAS
6h45 - Maratona Feminina - Todas as participantes.
6h55 - Cadeirante e Especial (Maratona)
7h - Maratona masculina e Meia-Maratona geral
7h15 - Rústicas de 10 km, 5 e 3 km

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados