Revista Contra-Relógio
// Na Montanha //

Estratégias para correr uma prova de trilha

Edição 268 - JANEIRO 2016 - CADU SOARES

Estreia nesta edição a nova seção da revista, que estará saindo mensalmente, sempre com dicas e comentários de Cadu, sobre esse segmento de corridas fora do asfalto.

Diferentemente das provas de rua, as de montanha possuem suas peculiaridades, como os pisos desnivelados, erosivos, rochosos, muitas vezes enlameados, que deixam essas competições bastante desafiadoras e exigentes de uma boa preparação física e muscular.
Não importa o quão rápido ou lento você corra; uma estratégia para o dia da prova por trilha lhe ajudará a tornar a experiência muito mais gratificante. Se você planejar como pretende correr, poderá evitar erros clássicos de corrida, como começar rápido demais ou gastar todas as suas energias em ladeiras.
O que percebemos em corredores de rua ao irem para a montanha é não procurar saber sobre o percurso, fazendo com que larguem rápidos demais, jogando fora a corrida por um simples desconhecimento. É necessário ter um plano e ater-se a ele. Muitos desperdiçam sua preparação, ao seguirem outros competidores que correm rápido ou devagar demais. Ou seja, deve-se correr no ritmo que seja adequado para você, mas existem algumas dicas que podem ser usadas por todos, para que a prova seja a melhor possível. Vamos a elas:

Publicidade


Corra com certa constância: Você dispõe de uma quantidade limitada de energia e vai querer que ela dure por toda a prova. Dar tiros rápidos para depois reduzir irá cansá-lo mais rapidamente do que se mantiver um esforço constante. É importante encontrar um nível de esforço que você possa manter durante todo o tempo da competição. Não largue forte, controle esse ímpeto e adrenalina de início de prova.
Nas corridas em trilha o esforço é mais importante que o ritmo. Em uma competição de rua plana, os corredores buscam correr exatamente nos mesmos tempos durante cada quilômetro. Isso se torna impossível nos eventos de montanha. Então preste atenção ao seu esforço e tente manter seu ritmo tão constante quanto possível dentro da variedade de terrenos que você percorrer.
Quanto mais se conhecer, melhor irá graduar o seu esforço. É normal que corredores iniciantes pequem nesse começo, mas com o tempo passam a conhecer mais a modalidade e administram o seu esforço durante a prova. Por isso, uma dica aos iniciantes: seja conservador na sua prova; nada de afobação!


Encontre um parceiro de ritmo: Durante a corrida, busque alguém que esteja correndo no seu ritmo e fique próximo a essa pessoa. Em vez de considerá-la um concorrente, pense nela como uma força motivadora. Vocês estarão trabalhando juntos para continuar. Mas permaneça sempre consciente de como você se sente durante a trilha. É bom correr com os outros, desde que eles o ajudem a manter o ritmo certo. Se seu parceiro aumentar ou diminuir o ritmo a ponto de não estar na corrida certa para você, encontre outro para se juntar.


Mantenha a concentração: O sucesso de sua participação depende da sua habilidade de permanecer focado. Tudo bem se de vez em quando você der uma "viajada", admirando o percurso e a paisagens que vão surgindo, mas procure se concentrar, pois nas trilhas o percurso é por terrenos variados como pedras, lamas, galhos de árvores que podem surgir e machucar, caso não haja concentração no caminho. Para manter a concentração, estabeleça um monólogo constante em sua mente, relembrando algo do tipo: "Mantenha o ritmo e continue!".


Tênis adequado: Para treinos e provas é fundamental o uso de calçados específicos para trilhas. Por ser um percurso diferente da rua, no qual temos somente o asfalto, na montanha o corredor se depara com terrenos variados como lama, grama, terra batida, rios e raízes, onde é preciso um calçado adequado que "segure firme" nessas situações. Há diversas marcas no mercado e a CR apresenta algumas novidades nesta edição, com o Guia do Tênis de Trilha.


Seja autossuficiente: Em muitas corridas de montanha, especialmente as longas, você é "considerado" autossuficente, o que significa que você é responsável por seu abastecimento alimentar. Dessa forma, procure levar sua mochila de hidratação com reservatório específico para o treino ou prova que irá realizar, sem esquecer da suplementação necessária (gel de carboidrato e barra de cereal, por exemplo), celular para se comunicar, protetor solar e repelente. Procure ter esses itens de segurança, assim como luvas e meias ou calças para proteger as pernas, para que você tenha uma corrida segura e eficiente.


Boas trilhas a todos em 2016!
Cadu Soares (@cadusoares_85) é formado em Educação Física pela UFRJ, treinador e praticante da modalidade desde 2011. Diretor técnico da Assessoria Ponto Corrido.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados