Revista Contra-Relógio
// Medicina Esportiva //

Dor na panturrilha; luxação do tendão calcâneo; condromalácia patelar; ardência nas veias

Edição 205 - OUTUBRO 2010 - JOSÉ MARQUES NETO


DOR NA PANTURRILHA
Sou corredor há mais de 20 anos e tenho tido alguns problemas na panturrilha. Atualmente estou numa fase de retorno às corridas, após um longo período de inatividade por contusão. Quando estou nos primeiros 10 minutos de corrida, sinto como se o músculo da panturrilha fosse dar um nó, mas se continuo a dor passa e posso correr normalmente. Eventualmente este processo se repete ao longo da corrida, ou seja, a sensação de que o músculo vai romper retorna, mas também some logo após. E o curioso é que às vezes não sinto nada, principalmente se corro pela manhã. Também sinto dores na canela durante à noite. Alguma orientação a respeito ?
Paulo Roberto Cordeiro Luz
, Vitória, ES

Publicidade



A musculatura de sua panturrilha pode ainda ressentir um despreparo ante o longo período de inatividade que você enfrentou recentemente. Creio que exercícios de fortalecimento muscular incluídos em sua rotina de treinamento, tanto os concêntricos quanto os excêntricos, podem lhe trazer benefícios a curto e a médio prazos, além de exercícios de alongamento da região. E não se esqueça do trabalho muscular da parte anterior da perna, a canela, freqüentemente negligenciada por corredores, que pode lhe auxiliar em relação às dores noturnas.



LUXAÇÃO DO TENDÃO CALCÂNEO
Sempre gostei de praticar esportes, principalmente corrida e futebol. Tudo ia normal, conciliava o trabalho com as corridas pela manhã, malhação à noite e futebol no domingo. Em setembro do ano passado, durante uma partida de futebol, um jogador chutou meu pé direito para dentro. Sofri séria luxação no tendão calcâneo. Fui levado ao hospital e depois de um raio x que constatou a luxação, o ortopedista realizou um redução incruenta, colocando meu pé de volta no lugar. Imobilizou meu pé com uma tala no tendão e passou antiinflamatórios. Depois de 15 dias, fui a outro médico, ele analisou meus raios x de antes e depois da redução. Disse que meus ligamentos poderiam estar todos soltos e que seria preciso uma cirurgia. Passou uma ressonância magnética. Depois de analisar a ressonância, disse que tive sorte, não rompi os ligamentos. Mandou colocar gesso na perna e esperar 30 dias. Passei esses dias imobilizado, andando de muleta. Depois retornei a ele, que tirou o gesso e recomendou muita fisioterapia. Fiz 20 sessões. Meu pé estava muito inchado e não conseguia pisar no chão. Com o tempo e a ajuda da fisioterapia, meu pé desinchou e comecei a conseguir andar, aos poucos. Hoje ando normalmente e apenas dói quando fico muito tempo em repouso. Resolvi mês passado retornar às corridas, não senti dor, mas depois de três treinos o pé voltou a inchar e doer. Não sei mais o que fazer, estou angustiado. Queria voltar a correr. Preciso de ajuda. Gostaria de ouvir seus conselhos, que sempre são bem vindos nesta seção da revista. Mando em anexo o laudo médico da ressonância.
Genival Pessoa de Lima
, Macaíba, RN


O trauma que sofreu em seu tornozelo causou algumas alterações nos tendões e na cobertura de cartilagem entre os ossos, e desta forma você ainda apresenta dores e inchaço recorrente. A luxação é uma perda de contato das superfícies articulares entre dois ossos, e não creio que sofreu uma luxação do tendão de Aquiles, mas da articulação do tornozelo como um todo. De acordo com a gravidade de sua lesão, creio que necessite mais sessões de fisioterapia e atividade aeróbica que não envolvam corridas por enquanto, como treinamento elíptico (transport), bicicleta, natação ou "deep running". O líquido existente envolvendo os tendões e a própria articulação do tornozelo representam um processo inflamatório ainda não resolvido, além de uma bursite na região atrás do tendão de Aquiles. Discuta com seu médico a manutenção das sessões de fisioterapia e aguarde para retornar a correr.



CONDROMALÁCIA PATELAR
Há 2 anos estou correndo, distância máxima 10 km em 1h10, e faço caminhadas longas em trilhas, 25 km nos fins de semana e feriados. Agora me apareceu um problema no joelho; fiz ressonância que constatou condromalácia patelar. A indicação médica foi antiinflamatório e fisioterapia. Gostaria de saber se há outro tratamento alternativo para uma recuperação mais rápida e/ou alguma alimentação especial para fortalecimento da região. O médico não fez nenhuma indicação a esse respeito. Será que em dois meses me recupero? Estou muito preocupada. Se puderam me ajudar com algumas informações, agradeço.
Maria Angelina de Oliveira
, Por email


Infelizmente não há uma alternativa mais rápida para seu problema do que a que foi proposta pelo seu médico: medicação antiinflamatória e sessões de fisioterapia. Todas estas alterações presentes no laudo da ressonância magnética que você relata são características da condição denominada condromalácia patelar, ou traduzindo para termos leigos, um desgaste no tecido de revestimento da articulação do joelho, a famosa cartilagem. Tecido ultra especializado na função de proteção das extremidades ósseas, não apresenta capacidade de regeneração satisfatória e suas lesões podem ter sérias consequências. É um problema extremamente comum, a ponto de quase todo mês haver alguma pergunta a este respeito nesta coluna. Faça uso de substâncias condroprotetoras, como a glicosamina ou a condroitina, e siga rigorosamente as indicações médicas de tratamento.



ARDÊNCIA NAS VEIAS
Desde fevereiro venho fazendo um treino progressivo de corrida intervalado 3 vezes por semana, porém há um mês comecei a me sentir muito mal algumas horas após o treino. Eu sinto uma forte dor de cabeça, enjôo e ardência nas veias do braço esquerdo. Sinto minhas veias queimarem internamente, ficando bem inchadas e visíveis sob a pele, mesmo as menores. Essa dor dura entre 20 e 30 minutos. Já fiz eletrocardiograma, colesterol e glicose, e todos os exames deram normais. Não treino há duas semanas devido ao mal estar. O que será que pode estar acontecendo comigo?
Marcia Ferreira
, Rio de Janeiro, RJ


São poucos os dados clínicos que você apresenta em seu relato para formularmos uma hipótese diagnóstica. As alterações cardiológicas seriam uma hipótese bastante plausível, porém descartadas com o eletrocardiograma normal. O ideal seria você realizar este exame na vigência dos sintomas que você relata sentir após os treinos. Têm se alimentado adequadamente? Estava treinando em jejum? Fazia uma reposição de carboidratos e um pouco de proteína após seus treinos? A repercussão vascular que você relatou, com o inchaço das veias do braço esquerdo, não é uma ocorrência corriqueira, portanto vale a pena investigar esta alteração junto a um cirurgião vascular.

6 Respostas para “Dor na panturrilha; luxação do tendão calcâneo; condromalácia patelar; ardência nas veias”

  1. Há 15 dias exatamente sofri uma luxação no tornozelo no momento do desembarque de um ônibus. Em função de vários fatores só recebi atendimento 7 horas depois. O médico solicitou um raio X e posteriormente apenas um enfaixamento seguido de medicação (Decadron+Voltaren). Após 3 dias dados pelo médico que me atendeu, retornei ao trabalho. O fato é que meu pé continua inchado, não consigo ficar muito tempo de pé ou sentada, pois meu pé dói muito. O que fazer?

  2. Também tenho condromálacea, grau 4, nos dois joelhos e hoje, felizmente, corro normalmente. Sem dores e acho que até melhorei meu desempenho. No começo não foi fácil. Meses de fisioterapia e exercícios de fortalecimento e propriocepção mas depois de um ano fui voltando aos poucos e nem lembro desse tempo “cinzento”. Não existe solução mágica (olha que eu procurei!). Invista num bom treino de musculação, com orientação e enquanto isso faça outros esportes que tb. curte para passar o tempo. Encanar só faz piorar! Boa sorte…

  3. Tive dois dedos quebrados do pé, já 30 dias com gesso estou com medo que a fratura não tenha cicatrizado,pois tenho pisado no chão.Será que eu corro este risco?

  4. corro a muito tempo mas ultimamente quando estou quase no final de uma preparaçaopara corrida machuco a panturrilha . gostaria como fazer para me livrar desse problema . obrigado

  5. gostaria de saber como fazer para fortalecer a musculatura da panturrilha

  6. Sou atleta pratico corrida de rua estou impossibilitado de correr a dois meses por uma dor muito forte na panturrilha da perna esquerda essa dor irradia para a parte da frente da canela. estou tomando anti inflamatorios acalma no momento retornando novamente a dor fiz fisioterapia e de nada adiantou

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados