Revista Contra-Relógio
// Tudo em Cima //

Corrida olímpica continua

Edição 270 - MARÇO 2016 - ANDRÉ SAVAZONI

Graciete Moreira faz 2:38:33 na Maratona de Sevilha e assume o terceiro lugar no ranking brasileiro dos 42 km.

A temporada europeia de maratonas deste primeiro semestre esquenta nos meses de março e abril. Com isso, teremos a definição dos corredores classificados para os 42 km na Olimpíada do Rio de Janeiro - há um limite de três atletas por país.
A disputa no feminino ganhou ainda mais emoção, com Graciete Moreira Santana melhorando o índice na Maratona de Sevilha, em 21 de fevereiro, e assumindo o terceiro lugar no ranking nacional.
Adriana Aparecida da Silva (2:35:28) e Marily dos Santos (2:37:25) lideravam com certa folga até o fechamento desta edição - o índice exigido pela IAAF é de 2:45:00. Já Graciete superou Rosãngela Faria por apenas sete segundos; Rosângela tinha feito 2:38:40 na Maratona de Buenos Aires (outubro de 2015), enquanto Graciete ficou no 12º lugar em Sevilha com 2:38:33. Marily e Rosângela também disputaram a prova espanhola, mas pararam por volta do km 30. A vencedora foi a espanhola Paula González Berodia, em 2:31:18.
Marilson Gomes dos Santos (2:11:00) e Paulo Roberto de Almeida Paula (2:11:02) são os líderes do ranking e, de acordo com os critérios da CBAt, Solonei Rocha da Silva já tem vaga assegurada por ter feito o índice e terminado em 18º lugar no Mundial de Atletismo da China, no ano passado - na preparação olímpica; Solonei competirá na Maratona de Boston, em 18 de abril.
Na Maratona de Sevilha, Edson Amaro dos Santos terminou na 12ª posição, com o tempo de 2:17:03. Assim, fez novamente o índice olímpico para os Jogos Olímpicos do Rio em 2016, que é 2:19:00 - na Maratona do Rio do ano passado ele havia marcado 2:16:51. O vencedor em Sevilha foi o queniano Cosmas Kiplimo Lagat, em 2:08:14.

Publicidade


PRÓXIMAS PROVAS - A tendência é de que as maratonas de Barcelona (13 de março), Pádova e Hamburgo (ambas dia 17 de abril) tenham a maior participação de corredores do país. Santiago, no Chile, em 3 de abril, é outra opção. Adriana Aparecida correrá em Hamburgo e é quase certo que também Marilson esteja na prova alemã, assim como Gilberto Silvestre Lopes, entre outros brasileiros.
O prazo para obtenção do índice nos 42 km começou em 1º de janeiro de 2015 e vai até 6 de maio de 2016 - por isso, as maratonas do Rio de Janeiro (29 de maio) e de Porto Alegre (12 de junho) estão fora do período, mas São Paulo (24 de abril) está incluída na janela.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados