Revista Contra-Relógio
// Notícias do Corpo //

Caminhada vigorosa ajuda na corrida

Edição 239 - AGOSTO 2013 - LUIZ CARLOS DE MORAES

A caminhada em ritmo forte, na mesma velocidade de um trote, é uma opção interessante para alternar com a corrida.

Publicidade

É sabido que boa parte dos corredores detesta fazer qualquer outra atividade física, que não seja a corrida. Ou seja, para melhorar o desempenho, corre forte; para descansar, corre fraco. Até quando está se recuperando de lesões, não pensa em outra opção que não seja uma corridinha leve na grama.
Há quem defenda que a corrida seja um exercício natural do ser humano, mas a primeira atividade logo depois que a criança se põe de pé é andar. Sendo assim, qualquer pessoa que pretenda correr, necessariamente deverá começar o treinamento pela caminhada. Aos poucos essa caminhada passa a ficar mais vigorosa, depois intercala com pequenos trotes até correr normalmente.
Para quem já é corredor regular precisa descobrir as vantagens da caminhada como opção de se recuperar de um treino forte, ao invés de fazer uma corrida lenta. Sabidamente a caminhada bem vigorosa pode até oferecer mais vantagens se comparada com uma corrida muito lenta. Vejamos:
1) Para manter um passo forte é preciso estar fazendo força o tempo todo, para não perder o ritmo. Com isso, gastam-se mais calorias do que num trote durante o qual o sujeito está numa situação de equilíbrio e conforto. Duas pessoas lado a lado na mesma velocidade, uma trotando e a outra caminhando forte, a segunda estará ganhando mais em termos de desempenho. Além de a primeira estar sofrendo impacto nas articulações.
2) A caminhada forte obriga a raciocinar rápido prevendo os possíveis desvios dos obstáculos, como pessoas aglomeradas num ponto de ônibus, carros estacionados irregularmente, bicicletas, buracos e desníveis do piso. Isso acaba desenvolvendo a noção espacial, a coordenação motora, a agilidade e o reflexo.
3) O ganho numa caminhada dessas pode ser ainda maior se tiver a oportunidade de caminhar com uma pessoa mais rápida. Ou seja, alguém que puxe o ritmo sem correr.
4) Se você não deseja correr, mas quer melhorar o seu desempenho, existe a possibilidade de aumentar a dificuldade escolhendo percursos com ladeiras e/ou escadaria. A ladeira, e mais ainda a escada, fortalece especialmente os músculos da frente das coxas, as batatas das pernas e a musculatura dos pés. A frequência cardíaca fica mais acelerada, trazendo benefício para o sistema cardiovascular. Além disso, um percurso pesado contribui e muito para o emagrecimento porque o gasto calórico é bem significativo nessas condições.
5) Outra boa vantagem da caminhada, por ser atividade acessível a qualquer pessoa, é a possibilidade de formar grupos e estreitar laços de amizade com pessoas que não gostam de correr.
6) Apesar de a caminhada rápida exigir um grau de atenção significativo, podem-se apreciar mais os detalhes da paisagem e tudo a seu redor. O estímulo visual associado à atividade física tem a ver com a liberação de endorfinas, que dão a sensação de prazer durante e após o encerramento da atividade.
7) Uma vez escolhido um bom trajeto, será sempre saudável o autodesafio procurando baixar cada vez mais o tempo para um mesmo percurso.
8) As pessoas com excesso de peso devem evitar correr ou trotar mesmo que se sintam capacitadas para isso, por causa da sobrecarga nas articulações. Depois de perder alguns quilinhos, a corrida será mais prazerosa. O mesmo vale para quem se recupera de lesões.
9) As caminhadas com mais de uma hora exigem os mesmos cuidados dos corredores com relação à hidratação, vestuário, tênis adequado e descanso suficiente.
10) Os benefícios valem para caminhada rápida na esteira cujos modelos mais novos têm boa velocidade e inclinação satisfatória. Um DVD pode quebrar a possível monotonia e com auxílio de um espelho corrigir a postura e a passada.
Assim como na corrida, cada um deverá descobrir o que seja o seu ritmo de caminhada forte. Em geral a velocidade de transição de caminhada vigorosa e trote fica entre 7 e 8 km/h dependendo do biótipo e da amplitude da passada.
Outra boa opção de incluir a caminhada no seu treinamento é terminar qualquer corrida, especialmente os intervalados, com uma caminhada de 10 a 20 minutos. No dia seguinte parece que não fez nada.
Finalizando, não são poucas as pessoas que ao descobrir os prazeres da caminhada passaram a participar de longas passeios por trilhas ou desafios como o caminho de Santiago de Compostela. Nesse caso a preparação é mais específica, incluindo os equipamentos.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados