Revista Contra-Relógio
// Nutrição //

Água com oxigênio é útil ou bobagem?

Edição 291 - DEZEMBRO 2017 - ANDREIA TORRES

Lá fora existem várias marcas de águas com adição de oxigênio, novidade que com certeza logo está por aqui. Então, é bom ficar informado a respeito.

O consumo adequado de líquidos é uma das formas mais fáceis e saudáveis de manter o corpo e a mente sadios. Beber água melhora o funcionamento das células, a textura da pele, a digestão, a saúde dos ossos e das articulações. Também contribui para a redução da fadiga durante as corridas.
O exercício físico gera calor. Quando a temperatura do corpo aumenta, transpiramos e perdemos água. Se a mesma não for reposta, a boca fica seca, as cãibras são mais frequentes, a frequência cardíaca aumenta e podem surgir náuseas. O sangue também fica mais grosso e com isso menos oxigênio e glicose chegam às células musculares.
Estima-se que a cada 1% de peso perdido devido à desidratação, a performance caia em 2%. Por exemplo, uma pessoa com 60 kg que perde 1,8 kg pelo suor (2% do peso corporal) terá uma queda no rendimento esportivo em 6%.
O oxigênio é fundamental para a produção de energia na forma de ATP. Corredores precisam então de água e oxigênio para que possam superar cada obstáculo durante seus treinos e provas. Foi daí que surgiu a hipótese de que os atletas poderiam se beneficiar bebendo água adicionada de mais oxigênio.
A indústria não perdeu tempo e se aproveitou deste pensamento para lançar no mercado norte-americano e europeu marcas de água adicionadas de 20 a 400 vezes mais oxigênio do que a normalmente encontrada na bebida. De acordo com os fabricantes, a água hiperoxigenada beneficia o cérebro aumentando a motivação e a vitalidade. Beneficiaria também os músculos, que ficariam mais aptos a percorrerem longas distâncias de forma mais rápida. Mas o que a ciência diz sobre o assunto?

Publicidade


OS FATOS. Infelizmente, a solubilidade de oxigênio na água é baixa. Isto é, se você tentar misturar oxigênio com água não terá muito sucesso. O oxigênio rapidamente se evaporará, como acontece quando esquentamos água na panela. Ao nível do mar (760 mmHg) e a 20°C, a solubilidade de O2 na água é de cerca de 0,68 ml/dl.
Mas a indústria consegue colocar mais oxigênio na água engarrafada aumentando a pressão do líquido. Contudo, logo que a garrafa de água é aberta, os gases perdem-se, assim como acontece com o CO2 contido na garrafa de refrigerante.
Outro ponto é que, mesmo que nem todo o oxigênio contido na água evaporasse, existe um problema técnico de funcionamento dos órgãos. Nossos pulmões foram projetados para captar oxigênio, ou seja, inspire e o oxigênio chegará às suas células. O mesmo não acontece quando engolimos oxigênio. Os órgãos do trato digestivo (boca, estômago, intestino) não conseguem absorver oxigênio; pelo menos não de forma significativa. Dessa maneira, os pesquisadores da área esportiva não acreditam que a água engarrafada possa ter um efeito positivo sobre a performance atlética.


TRÊS ESTUDOS. Para testar a hipótese apresentada pelos fabricantes, três estudos foram conduzidos. Durante os mesmos os atletas receberam água normal e água hiperoxigenada. E qual foi o resultado? Nenhuma diferença entre os dois grupos!
Outra questão é que o oxigênio, ao chegar aos pulmões, liga-se à hemoglobina. Esta proteína, encontrada nas células vermelhas do sangue, é responsável pelo transporte de oxigênio para os tecidos. Já o oxigênio que chega pelo trato digestivo não teria como se ligar à hemoglobina. Mas mesmo que tivesse, o ar possui muito mais oxigênio do que qualquer água hiperoxigenada. Um atleta em repouso respira lentamente, mas assim que começa a correr inspira mais vezes e toda a hemoglobina das células vermelhas liga-se automaticamente ao oxigênio. Desta forma, não sobraria hemoglobina livre para captar oxigênio chegando por outras vias.
Ou seja, até o momento não existem evidências de que a água hiperoxigenada ofereça quaisquer benefícios extras em relação à água da torneira ou as engarrafadas, com ou sem gás. Ninguém pode negar o valor do oxigênio e da água para corredores, mas não existem soluções mágicas para o aumento da performance, além daquelas já conhecidas: treinos adequados aliados à boa alimentação e descanso.


Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados