Revista Contra-Relógio
// Especial //

15 provas na Bélgica, Holanda e Escandinávia para sua escolha

Edição 280 - JANEIRO 2017 - ANDRÉ SAVAZONI

Na sequência da série especial da Contra-Relógio sobre meias e maratonas pelo mundo, chegando à parte norte da Europa, em um passeio por belezas naturais, história e tradição.

Seguimos pela Europa em nosso passeio pelo mundo por meias e maratonas. Desta vez, escolhemos 15 corridas em uma das regiões mais bonitas do mundo, que engloba a Holanda e a Bélgica, além de três integrantes da Escandinávia (Suécia, Noruega e Dinamarca).
Em termos de deslocamentos, é muito mais complicado passear internamente pelo Brasil, do que pelos países aqui destacados. O calendário permite dobradinhas ou até mesmo três corridas na sequência, principalmente entre os meses de março e abril ou junho, ou setembro e outubro.
Em 15 dias de viagem, por exemplo, em 2017, é possível fazer a Maratona de Estocolmo (Suécia), a Aalborg Brutal Marathon (Dinamarca) e a Maratona do Sol da Meia-Noite (Noruega), todas com opções de 21 km também. As possibilidades de combinações no calendário que elaboramos para os leitores da Contra-Relógio são enormes, mas como uma segunda sugestão, essa inclusive com mais tempo para se preparar tanto na organização dos treinos como na questão financeira, inclui de 1° a 15 de outubro de 2017, a Maratona e Meia de Bruxelas (Bélgica), a Maratona de Eindhoven (Holanda) e a de Amsterdã (também Holanda).
Nas 15 provas que separamos, um dos pontos positivos é a temperatura, ideal para correr. Incluímos ainda maratonas para a quebra de recordes pessoais, como a de Roterdã no dia 9 de abril, a de Eindhoven em 8 de outubro, ou a de Amsterdã em 15 de outubro. Vamos a elas!

Publicidade


11 de março de 2017
Spa-Francorchamps Run (Bélgica)
http://hardloop.events/event/spa-francorchamps-run/
Se você fizer uma pesquisa na Fórmula 1, dez em cada dez pilotos afirmam que o circuito mais gostoso de correr é o de Spa-Fracorchamps, na Bélgica. Então, o que acha de participar de uma meia-maratona no autódromo? Essa é a opção de abertura do calendário, no dia 11 de março. Como o trajeto na pista tem 7.004 m, são exatamente três opções de distâncias: 7 km, 14 km e 21 km. Uma, duas ou três voltas em meio a florestas e com um asfalto perfeito, como um tapete.
O autódromo está localizado nos arredores das cidades de Spa, Stavelot e Malmedy, na Província de Liége, na Bélgica. Por sinal, se lhe chamou a atenção o nome Spa é pelo que você está pensando mesmo. O local é famoso pelos tratamentos com água termal, desde o século 14. Além disso, recebeu o primeiro cassino do mundo, em 1763, e aberto até hoje para fazer umas apostas depois de correr a meia-maratona.


12 de março de 2017
Meia-Maratona de Haia (Holanda)
http://www.nncpcloopdenhaag.com/
Haia está localizada a apenas 56 km de Amsterdã (51 minutos de trem), ou seja, é possível inclusive fazer um bate-volta, passando o dia na cidade. Falando exclusivamente da meia-maratona, é uma das maiores da Europa, com 26 mil participantes em todos os eventos realizados simultaneamente, desde percursos de 1 km para as crianças até a elite mundial nos 21 km.
O percurso vai do centro histórico até a Praia de Scheveningen e retorna. O ponto de largada/chegada, inclusive, está próximo à estação de trem. Além de bela, é uma prova muito rápida, de excelente organização. A história começou em 1975, ainda com um trajeto de 15 km e, em 1976, tornou-se uma meia-maratona. As mulheres estrearam em 1980.
Em 2007 o queniano Samuel Wanjiru (já falecido) venceu a prova em incríveis 58:33, recorde mundial na época. No feminino, o melhor tempo é da queniana naturalizada holandesa Lornah Kiplagat, com 1:06:56 (2006).
O site é de fácil navegação (há opção em inglês) e as inscrições variam de 24,50 a 28 euros, dependendo do período.
Na questão do turismo, Haia (Den Haag em holandês) é a sede do parlamento e do governo, além da residência da monarquia. As grandes atrações da cidade, no entanto, estão a algumas quadras do centro. A principal tem forte relação com o Brasil: no Gabinete Real de Pintura, o Mauritshuis, localiza-se na mansão do nobre Maurício de Nassau, ex-governador do Brasil holandês, cuja capital ficava no Recife. Ao lado do museu está o parlamento, o Binnehof, um edifício histórico do século 13. Outro museu interessante é o Panorama Mesdag, onde um painel circular de 120 metros de circunferência retrata uma vista de 360 graus de uma praia da região.
Como citamos, o trajeto tem o retorno em Scheveningen, a praia local. Vale passear pelo local, antes ou depois da corrida. Claro que, caso você não tenha um pacto com pinguim, apenas observará as belezas do local e pensará como aquelas crianças ou surfistas estão dentro da água com temperatura que varia do congelante para o glacial. Mas não deixe de escolher uma mesa nos inúmeros barzinhos do local, sentar e conversar, com uma cerveja em mãos, de preferência em um dia de alta temperatura (cerca de 14°C).


19 de março de 2017
Utrecht Marathon (Holanda)
http://www.utrechtmarathon.com/
Continuamos na Holanda e, nesse caso, o turismo é o grande chamativo para fazer a Maratona de Utrecht. A cidade pode até não ter muito destaque nos guias de viagens aqui pelo Brasil, mas caso opte por fazer lá os 42 km, será paixão à primeira vista.
Não é pequena, para começar. Tem 330 mil habitantes, sendo que 90 mil usam bicicletas diariamente para ir estudar, trabalhar, namorar, passear... A marca registrada são os canais com margens rebaixadas e antigos galpões transformados em bares e lojas. Utrecht foi fundada no ano 47 (isso mesmo!) e o castelo fortificado foi construído pelos romanos no local onde está a catedral atualmente. A Dom Tower, com 112 metros e altura, é a maior do país e principal atração turística. A melhor forma de conhecê-la? Faça como os moradores. Alugue uma bicicleta e saia passeando pelos castelos e parques. Utrecht está localizada a apenas 27 minutos de trem de Amsterdã.
As inscrições para a maratona já estão abertas pelo site oficial, que é bem completo, porém, está em holandês. Dificulta um pouco a navegação, mas nada que um tradutor online não ajude. Além disso, para preencher a ficha de inscrição é bem tranquilo. Há opções também de 21 , 10 e 5 km, sem falar nas provas infantis. As inscrições custam 26,50 euros (meia) e 49 euros (maratona).


9 de abril de 2017
Maratona de Roterdã (Holanda)
http://www.nnmarathonrotterdam.org/
Prova plana e rápida, lotada de corredores bem treinados em busca de recordes pessoais. Roterdã está localizada a 30 minutos de trem do Aeroporto de Amsterdã e é uma cidade moderna devido à ampla reconstrução após a destruição ocorrida na Segunda Guerra Mundial. O site da prova é bem completo, com todas as informações, com diversas opções de idioma.
A largada, a chegada, a feira da maratona e o jantar de massas ocorrem em um mesmo local: "Coolsingel", a principal avenida de Roterdã, facilmente acessada por três estações de metrô. Para melhor, há opções de hotéis distantes apenas 200 m, 400 m de "tudo".
Como a temperatura média é de 10°C na época da maratona, a largada ocorre às 10h, o que favorece o descanso da noite anterior e o café da manhã. O acesso aos currais segue o tempo informado no ato da inscrição. No começo do trajeto há um estreitamento de pista, em função da passagem por uma ponte, mas depois o fluxo segue com tranquilidade.
Geograficamente, Roterdã ocupa uma posição estratégica, onde o Rio Reno deságua no mar, por isso é um dos principais portos da Europa. A Gemeente Bibliotheek (Biblioteca Pública), em forma piramidal, lembra a arquitetura do Centro Georges Pompidou, em Paris, enquanto as Kijk-Kubus (Casas-Cubos), construídas por Piet Blom em 1982, são exuberantes apartamentos erguidos sobre pilastras de concreto. Ambos estão no trajeto da maratona. Para uma vista de tirar o fôlego da cidade, pegue o elevador do Euromast, o prédio mais alto do país, com 185 m de altura e construído em 1960.


23 de abril
Maratona e 10 Milhas de Antuérpia (Bélgica)
http://www.sport.be/antwerp10miles/
Localizada na região de Flandres, Antuérpia fica a 46 km de Bruxelas, sendo conhecida como o centro mundial de diamantes, além de capital cultural da Bélgica.
Tem uma vida noturna bem movimentada e divertida. O bonito centro histórico mescla o antigo (castelos e construções medievais) e o moderno. Por sinal, os bondes ainda circulam, sendo o meio mais barato, rápido e charmoso para circulação, além, claro, das bicicletas.
Entre os pontos turísticos de destaque, a Catedral de Nossa Senhora e a Grote Markt (uma enorme praça medieval). A estação central de trem, de 1905, é uma das mais bonitas da Europa. O Forte Steen, do século 9, é a edificação mais antiga de Antuérpia. A Bélgica é o paraíso das cervejas e a cidade não fica para trás, com ótimas opções para experimentar.
Antuérpia é dividida pelo Rio Shelde. Para atravessar a cidade, as pessoas podem usar carros, transporte público ou seguir a pé ou de bicicleta pelo túnel. Não deixe de fazer o passeio.
Todos esses fatores fazem parte da Maratona de Antuérpia, que foi sede da Olimpíada de 1920. As inscrições para os 42 km (além das 10 milhas) estão abertas e custam entre 55 e 65 euros.


23 de abril
Enschede Marathon (Holanda)
http://www.enschedemarathon.nl/en/
O convite "salta" na sua frente ao acessar o site oficial: "Experimente a Maratona mais antiga da Europa Ocidental". Esse é o principal atrativo da Enschede Marathon, na Holanda, que teve a primeira edição em 1947, ou seja, apenas dois anos após o término da Segunda Guerra Mundial.
Enschede tem 160 mil habitantes de 150 nacionalidades diferentes. É uma cidade moderna, considerado o coração urbano da região leste da Holanda. Destacam-se as áreas de conhecimento e inovação, com uma universidade de renome e um parque tecnológico que mescla a teoria com a prática. O epicentro da música e da cultura holandesa. Os moradores são apaixonados por esporte, principalmente o futebol, lotando o estádio nos jogos do Enschede.


3 de junho
Maratona de Estocolmo (Suécia)
http://www.stockholmmarathon.se/
Basta acessar o site oficial da Maratona de Estocolmo para ver frases da organização destacando a beleza do percurso. Sede dos Jogos Olímpicos de 1912, a capital da Suécia localiza-se no Mar Báltico, proporcionando aos corredores belíssimos cenários, com suas catorze ilhas ligadas por inúmeras pontes.
A largada da maratona ocorre ao lado do Estádio Olímpico, com chegada dentro dele, em uma emoção inesquecível. O trajeto tem duas voltas na área central da cidade (uma de 17 km e outra de 25 km), passando pelo Palácio Real, pela Prefeitura, pela Royal Ópera, pelo Parlamento e por outros prédios históricos. A diferença de elevação ao longo dos 42 km é de apenas 29 m. O ponto mais alto, inclusive, ocorre na Ponte Västerbron, mas acaba compensado pela fantástica vista da arquitetura da cidade, que mescla características dos tempos medievais com as da época moderna.
Um detalhe para quem fizer a prova e estiver, nos metros finais, correndo na pista de atletismo. O Estádio Olímpico foi o local de inúmeras atuações atléticas memoráveis, com nada menos do que 83 recordes mundiais em 1912. Não há nenhuma outra arena que se aproxima desse número.
As inscrições estão abertas e custam entre 105 e 126 euros neste ano de 2017. Outro atrativo é o site da prova, o mais completo de toda esta série, com informações detalhadas aos corredores, além de fotos, vídeos e percurso interativo.


5 de junho
Aalborg Brutal Marathon (Dinamarca)
http://marathoniaalborg.dk/
Essa é para quem gosta de aventuras. A começar pelo passeio em lugares diferentes. Chegamos, finalmente, à Dinamarca em nosso roteiro, mais especificamente em Aalborg, na região do Mar do Norte. Trata-se de uma cidade universitária, com rios, lagos e pântanos. O contato é direto com a natureza. Outro chamariz para os brasileiros: tem um dos principais carnavais da Europa.
Em termos de turismo, o principal ponto turístico é o Castelo Velho, do século 16. O Museu Lindholm é um ótimo local para ver exposições sobre vikings. A casa Budolfi Church e o zoológico local também estão entre os locais a se visitar e, nesse ponto, chegamos à maratona.
Após a largada, os corredores percorrem 800 m e, então, fazem uma rota de 6,9 km por seis vezes (isso mesmo) do Jardim Zoológico a Aalborgtower, em um percurso bem montanhoso e com estradas de terra, o que amplia as dificuldades. Realmente, é para os fortes. No site oficial, um aviso dos organizadores: "não nos responsabilizamos por ferimentos causados pela corrida".
As inscrições estão abertas e o site oficial, apesar de simples, tem opção em inglês e todas as informações necessárias. Então, vai encarar?


17 de junho
Maratona do Sol da Meia-Noite (Noruega)
http://www.msm.no/
Nosso passeio continua pela Escandinávia, agora na Noruega, mais precisamente em Tromso, a cidade do país mais próxima do Círculo Polar (350 quilômetros). É nesse ambiente que acontece a Maratona do Sol da Meia-Noite (com opção de 21 km e de 10 km), quando é possível correr no meio da noite ainda com luz do dia! A largada ocorre às 20h30, com sol, se não estiver chovendo, como é comum por lá nessa época. A maratona tem certificação internacional e o limite é de 5h30.


9 de setembro de 2017
Meia-Maratona de Estocolmo (Suécia)
http://www.stockholmhalvmarathon.se/
A Meia-Maratona de Estocolmo tem um percurso muito bonito, com leve variação altimética e que percorre diversas áreas do centro da cidade. A largada e a chegada ocorrem diante do Palácio Real. A diferença entre o ponto mais alto e o mais baixo do percurso é de somente 27 metros. Dessa forma, de acordo com a organização, a prova foi feita tanto para quem gosta de melhorar os tempos como para os estreantes na distância.


16 de setembro de 2017
Maratona e Meia de Oslo (Noruega)
http://en.oslomaraton.no/en/
"Existem mais de 700 maratonas em todo o mundo anualmente. Por que não correr a da bela Oslo?". Esse é o questionamento dos organizadores, que já respondem. "Aqui, você pode dar duas voltas ao redor da cidade, com largada e chegada na Praça da Câmara Municipal. A trilha vai levá-lo a experimentar Oslo de uma forma totalmente diferente, juntamente com outros corredores felizes e milhares de espectadores torcendo por você."
Difícil não aceitar o convite, não é verdade? Ainda mais se destacarmos a parte turística. Entre o Fiorde Oslofjord e as florestas encontra-se a capital e maior cidade da Noruega. Oslo é uma cidade genuinamente verde (o que destaca-se durante a maratona e ajuda a manter o clima excelente).
A maratona teve início em 1981 e, desde então, vem crescendo, tendo ainda a opção de 21 km. As inscrições estão abertas no site oficial, que tem versão em inglês para facilitar a navegação.


17 de setembro
Meia-Maratona de Copenhague (Dinamarca)
http://www.cphhalf.dk/
Em Copenhague, ao contrário da Disney, os castelos são de verdade e incríveis. A história de contos de fadas faz parte do dia a dia da capital da Dinamarca. Na região há ao menos 12 castelos, então, reserve alguns dias para explorar todos. Acompanhar a troca de guarda em Amalienborg ou conhecer toda a história da família real dinamarquesa, cheia de joias e coroas, no Rosenborg Slot, estão entre os atrativos. Os Jardins do Tivoli e o canal de Nyhavn são lugares para visitar com calma.
É nesse contraste que ocorre uma das melhores meias-maratonas da Europa, que foi sede inclusive do Campeonato Mundial da IAAF, em 2014, e que tem selo prata da entidade. A largada ocorre às 11h15 e, em 2017, valerá como Campeonato da Dinamarca de Meia-Maratona, com a elite correndo junto com os amadores. Além do rápido percurso, a prova conta com 16 pontos de animação e público apoiando durante os 21 km.


1 de outubro de 2017
Maratona e Meia de Bruxelas (Bélgica)
http://www.sport.be/brusselsmarathon
Bruxelas, capital da Bélgica, é uma metrópole internacional e cultural, mas que não deixa a tradição de lado. Atrações turísticas, excelentes cervejas e inúmeros idiomas se misturam à sede do Parlamento Europeu e da Otan.
O Musées Royaux des Beaux Arts guarda um acervo dos sonhos, com artistas plásticos flamencos como Bosch e Rubens. A Grand Place, ou Grote Markt, é considerado o local mais charmoso e deslumbrante da capital belga.
Bruxelas também oferece diversão aos fãs de histórias em quadrinhos, curiosos em conhecer o "local de nascimento" de Tintin ou dos Smurfs. Na gastronomia, a cidade "brilha" pelos chocolates e cervejas de tradição e qualidade.
Os percursos fazem um tour pela cidade, com longas retas tanto nos 42 km quanto nos 21 km, além de passar por pontos turísticos. Porém, são "pesados", com subidas e túneis.


8 de outubro
Maratona de Eindhoven (Holanda)
http://www.marathoneindhoven.nl/
Cafés ao ar livre, lojas, bares e restaurantes estão entre os destaques de Eindhoven, na Holanda, que tem uma das principais maratonas do país, com mais de 20 mil inscritos e 200 mil pessoas apoiando pelas ruas, em números divulgados pela organização.
A cidade "abraça" o evento, tanto que comentam ser um feriado na região. Ocorrem várias provas ao longo do dia, com largadas em horários diferentes. Para se inscrever, é necessário fazer uma transferência internacional, já que não são aceitos cartões de crédito. Sobre o percurso, é totalmente plano (sem qualquer elevação) e tradicionalmente com temperatura fria. Portanto, para a busca de recorde pessoal, Eindhoven é uma melhores opções de toda a Europa.


15 de outubro
Maratona de Amsterdã (Holanda)
http://www.tcsamsterdammarathon.nl/en/
A Maratona de Amsterdã foi escolhida estrategicamente para fechar esta reportagem especial, por vários motivos. A começar pelos voos diretos do Brasil (São Paulo e Rio de Janeiro). Segundo, pela possibilidade de 21 km e de 8 km, além dos 42 km. Terceiro pela boa organização e percurso plano, além de o clima tradicionalmente ser um aliado. Quarto pela facilidade de inscrição no bom site oficial. Quinto: o número de brasileiros vem crescendo anualmente. Sexto e último: a largada e a chegada ocorrem dentro do estádio olímpico de 1928 e são momentos para guardar na memória.
Distribuição de água e isotônico de 5 em 5 km e, depois do km 30, a cada 3 km. Trajeto bonito, com longas retas, sendo um trecho extenso ao longo do rio. Na maior parte do tempo, porém, as ruas são estreitas.
Na parte turística, Amsterdã é conhecida como a Veneza do Norte, devido aos seus mais de 40 canais, cruzados por cerca de 400 pontes. Trata-se de uma cidade vibrante, charmosa e alegre. Muito plana, a melhor forma de conhecê-la é passeando de bicicleta, ou seja, um ótimo meio para "soltar" as pernas antes e depois dos 42 km.

Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados