Revista Contra-Relógio
// Aquecimento //

121ª Maratona de Boston

Edição 283 - ABRIL 2017 - ANDRÉ SAVAZONI

Separamos dicas de transporte, pontos turísticos, gastronomia e informações sobre a centenária maratona norte-americana, para quem irá correr neste ano ou planeja lá estar nos próximos.

A Maratona de Boston terá a edição de número 121 no dia 17 deste mês, reunindo corredores de todo o mundo e com um crescimento na participação de brasileiros a cada ano (são mais de 150 inscritos, incluindo o editor da Contra-Relógio, Tomaz Lourenço, na comemoração do aniversário de 70 anos). Para os que já estão arrumando as malas e para os que sonham um dia se qualificar para essa sensacional prova, separamos uma série de dicas valiosas para curtir a cidade.

Publicidade


TRANSPORTE. O serviço público de transporte de Boston é antigo (a sensação será de uma viagem no tempo), mas muito bem integrado e eficiente. Ao chegar ao aeroporto pode-se ir para onde quiser em Boston de ônibus e metrô/trem. Basta acompanhar os informes para a Silver Line (uma linha de ônibus que passa pelos terminais de desembarque, com placas informativas até os pontos), que lhe leva para a South Station (a antiga e principal estação de Boston, de onde saem os trens para Nova York, Washington... e com integração com o metrô até o seu local de hospedagem). Detalhe, esse transporte é de graça e caso o hotel, hostel ou apartamento seja na área central, é possível ir caminhando a partir da South Station.
Uma segunda dica é fazer as contas e ver o quanto irá usar de transporte público (se a hospedagem for em Cambridge, por exemplo, vale a pena) e comprar o passe de múltiplas viagens/dias ou ir adquirindo o unitário. Quem fica na região central, em Back Bay (próxima da chegada), do Boston Common ou no Distrito Financeiro, como referências, não precisará do passe, pois fará quase tudo a pé.


ONDE CORRER. Boston é uma cidade plana e que respira esportes. Mesmo afastado do centro, há diversos parques e áreas públicas, incluindo até pistas de atletismo abertas. A grande paixão da cidade é o Boston Red Sox, o time de beisebol (mesmo não sendo fã ou conhecedor desse esporte, se tiver tempo, vale assistir a um jogo do Red Sox para ver o evento e conhecer o famoso estádio Fenway Park, o "Maracanã" do beisebol.
Os dois pontos de concentração de corredores (e perfeitos para aquele trote pré e/ou pós-maratona e para fotos) são o Boston Common e as margens do Rio Charles. Não deixe de ir, nem que seja para uma caminhada, pois há longas retas asfaltadas e arborizadas, além de um visual muito bonito.


COMPRAS, JANTAR, PROVA. O melhor local de Boston para materiais esportivos e suplementos é a feira da maratona. Grande, lotada e com centenas de estandes de praticamente todas as marcas de tênis, além dos produtos oficiais da prova. Uma loja para visitar, pela tradição, é a Marathon Sports de Boston (www.marathonsports.com), na Boylston Street, 671, quase em frente à linha de chegada dos 42 km. Ela está também na expo e sempre com promoções.
Sobre o jantar de massas (que está incluído na inscrição) vale a pena ir. É simples, mas comida boa e bebida à vontade, além de fazer parte da tradição da prova. O tíquete vem no passaporte do corredor e, quem quiser, pode comprar na feira para os acompanhantes. Quando chegar à City Hall, possivelmente haverá fila e pode até assustar, mas é extremamente rápida e o ótimo atendimento e animação dos voluntários uma atração à parte.
No dia da corrida, respeite os horários dos ônibus e, principalmente se estiver frio, leve roupas para se proteger na Vila dos Atletas que conta com toda a infraestrutura: tendas grandes, café, água, isotônico, frutas, barras de proteína, bagels.... Mas atenção: o guarda-volumes é antes de entrar nos ônibus; então, roupa e coberta tem de ir no corpo ou nas mãos.
Em relação ao percurso, quem vai correr Boston deve ter estudado os 42 km inúmeras vezes. Apenas para reforçar, é um sobe e desce constante, com a primeira parte mais rápida do que a segunda, por isso, é importante controlar o ritmo. As piores subidas (são três) estão entre os km 29 e 34. Não deixe de interagir e curtir o carinho e apoio do público, talvez a principal atração da maratona.
Após concluir a maratona, medalha no pescoço para receber os cumprimentos das pessoas, além de ter direito a promoções em bares, pubs e restaurantes!


CERVEJA. A tradição da cerveja é grande, inclusive pela Samuel Adams ser uma das patrocinadoras da Maratona de Boston (há degustação tanto na Expo quanto no jantar de massas) e a produção, inclusive, de uma edição especial, a 26.2, que é vendida somente no período dos 42 km em diversos bares e restaurantes. O acesso para a cervejaria também é bem tranquilo, pelo metrô e uma breve caminhada. No site oficial (www.samueladams.com) há todas as informações e, inclusive, a possibilidade de marcar visitas guiadas, o que pode ser feito indo diretamente também à cervejaria. Apenas não esqueça de levar o passaporte para poder beber com ou sem moderação. A mais antiga cervejaria de Boston é a Harpoon (www.harpoonbrewery.com), também com acesso tranquilo e visitações guiadas.


TURISMO. A melhor forma de conhecer os pontos turísticos de Boston é fazendo o Freedom Trail, uma trilha a pé (www.thefreedomtrail.org). São 16 paradas, mas uma dica importante: para não cansar muito, percorra com calma até o ponto 11, parando para fotos. O início é diante do quiosque de informações do Boston Common (onde pode pegar os mapas com todas as referências) e parta acompanhando a marcação no chão de tijolos vermelhos. Em termos de compras, passeios, bares, café e restaurantes, a grande atração é a Newbury Street (paralela à Boylston Street) que concentra lojas luxuosas e de departamentos.
Foi a Boston? Então visite a famosa universidade de Harvard (localizada, na verdade, em Cambrige e facilmente acessada pelo metrô). Para dar uma relaxada na cabeça e quebrar a ansiedade, vá no domingo pela manhã. Andará pouco na véspera da maratona, pois o transporte público lhe deixa praticamente dentro de Harvard (www.harvard.edu). Sem falar também do Massachusetts Institute of Technology, o MIT (http://web.mit.edu/).
Outro ponto "obrigatório" é o Quincy Market, localizado no Faneuil Hall Marketplace, um complexo de restaurantes, bares e mercados, ao lado do centro de Boston e uma das paradas do Freedon Trail, além de ficar diante da City Hall. Há artistas de rua se apresentando e um ambiente extremamente acolhedor e agradável. É nesse local que poderá degustar os pratos principais e tradicionais de Boston, a maioria com frutos do mar.
Quer fazer uma viagem transatlântica sem sair de Boston? Do Quincy Market é possível seguir o Freedom Trail e chegar ao bairro italiano (North End) com dezenas de cantinas e pizzarias. De sobremesa, enfrente a fila e escolha um (ou mais) cannolis (Hannover Street, 300).
Para quem gosta de museus, as duas melhores opções são o Isabella Stewart Gardner (www.gardnermuseum.org) e o Museu of Fine Arts (www.mfa.org). Como ficam próximos, é possível ir aos dois locais no mesmo dia.
De onde você estiver em Boston, avistará o Prudential Center. Trata-se de um shopping localizado bem ao lado da feira da maratona, com lojas, restaurantes e 52 andares (há acesso direto dele para a expo, por sinal). As entradas são pela Boylston Street e pela Huntington Ave (com a unidade da Cheesecake Factory encostada e inúmeros outros restaurantes pela avenida). No Prudential, há o Skywalk Observatory, que oferece uma vista de 360 graus de Boston e das cidades nas redondezas.
Em frente ao Boston Common há o Public Garden, um parque muito aconchegante para caminhar, tirar fotos, descansar e, para quem for com crianças, correr atrás de esquilos! Uma das entradas dele é pela Charles Street, onde sairão a partir deste ano os ônibus para a largada da maratona.
Para terminar, principalmente para quem se hospeda em apartamentos ou casas (ou para comprar água, chocolate, coisas para o café da manhã no quarto do hotel), há um ótimo supermercado, o Star Market, que funciona 24 horas e está localizado na Huntington Ave, 53.


Deixe o seu comentário


Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados