Revista Contra-Relógio

André Tarchiani Savazoni é jornalista, pai e corredor. Está sempre na corrida. Seja nos treinos, nas provas ou atrás dos filhos, Vitória e, principalmente, Pedro. E adora viajar para correr ou correr para viajar.

// Na Corrida/

Violência no trânsito e os corredores: o Rio de Janeiro

23/setembro/2014

Na segunda reportagem da série sobre a Violência no Trânsito e os Corredores, vamos falar do Rio de Janeiro, que tem mais exemplos positivos do que negativos. A conversa é com o treinador e corredor Rodrigo Isaac, um dos sócios da Speed Assessoria Esportiva.

Clique aqui e leia sobre a situação em Cuiabá, na primeira reportagem.

Rio de Janeiro-RJ

“O Rio de Janeiro é uma cidade privilegiada, com muitos locais de treinos, a maioria especialmente deslumbrantes. Além de contar com esta vantagem natural, os cariocas culturalmente praticam atividade física ao ar livre e utilizam ao máximo as possibilidades existentes.

Temos locais de treinamento elaborados e administrados pelos órgãos públicos e outros que a natureza nos concedeu de presente! Cada ponto do Rio possui uma característica e relação diferenciada dos corredores com os veículos.

Vou citar alguns pontos que temos para treinar: Ciclovia de Botafogo e do Aterro do Flamengo; Praia do Flamengo; Praça Paris; Ciclovia de Copacabana, Ipanema e Leblon; Lagoa Rodrigo de Freitas; Vista Chinesa; Ciclovia de Sao Conrado; Ciclovia da Praia da Barra e Recreio; Bosque da Barra; Prainha; Grumari; Maracanã; Quinta da Boa Vista; Floresta da Tijuca; Paineiras; Alto da Boa Vista; Penha; Parque de Madureira; pistas de atletismo da Urca, Cefan (Centro de Educação Física Almirante Adalberto Nunes) e EsEFEx (Escola de Educação Física do Exército).

Considero que os corredores e os ciclistas foram bem beneficiados e estão ligados através das ciclovias devido ao compartilhamento já habitual para treinos dos atletas de corrida e passeio de biclicletas.

As autoridades municipais favorecem e estimulam através de medidas interventoras o treinamento no dia a dia, mas principalmente aos finais de semana, através do fechamento de diversas avenidas em boa parte da orla da praia e de vias do Rio de Janeiro, portanto, desta forma, os motoristas acabam não tendo contato e proximidade dos corredores, a não ser em algumas vias que as pistas são compartilhadas entre veículos e corredores, porém nestes locais existem muitas ações de prevenção de acidentes, como quebra-molas (lombadas), placas, guaritas com guardas orientando e controle de velocidade.

Vejo de forma bem promissora as ações de estímulo a corrida e ao ciclismo no Rio, pois os órgãos municipais continuam investindo na ampliação das ciclovias, ligando bairros a orla e demais locais, além da criação das APCC, que são áreas exclusivas para os ciclistas, atletas amadores e profissionais praticarem a atividade de forma segura.

Diversos parques, vias no alto das montanhas e avenidas (como a orla da praia do Leblon, Ipanema e Copacabana) são fechadas totalmente ou controladas para o estímulo à prática da atividade física, principalmente da corrida. O morador ou o turista do Rio de Janeiro possui diversas alternativas não necessitando treinar sempre no mesmo local ou fazer os longões dando voltas e sim com um percurso único e deslumbrante.

O Rio de Janeiro é a capital da atividade física no Brasil e não a toa será palco dos Jogos Olímpicos de 2016. Porém, sempre é possível melhorar e contribuir ainda mais para a prática de esportes.”

Rodrigo Isaac, sócio da Speed Assessoria Esportiva, do Rio de Janeiro

Postado em: Na Corrida, Série sobre o trânsito/corredores, Trânsito e corredores por André Savazoni às 10:00

Deixe o seu comentário

// outros blogs //

Últimas

Inscrições da Meia-Maratona do Sol chegam ao segundo lote>> LER POST

Blog da CR

"Este ano eu entro no Ranking!" Participe do Desafio CR!>> LER POST

Linhas de Chegada

Treino para Maratona gera RP nos 10km>> LER POST

Vida Corrida

Primeira Maratona de Diogo Junqueira.>> LER POST

Publicidade

VELOCITA

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados