Revista Contra-Relógio

André Tarchiani Savazoni é jornalista, pai e corredor. Está sempre na corrida. Seja nos treinos, nas provas ou atrás dos filhos, Vitória e, principalmente, Pedro. E adora viajar para correr ou correr para viajar.

// Na Corrida/

Leitor relata as dificuldades na abertura do Carioca de Corridas de Montanha em Petrópolis

27/abril/2012

As corridas de montanha vivem um novo momento no Brasil em 2012, tanto em número de eventos como no de participantes. A primeira etapa do Campeonato Carioca foi realizada na Pedra do Elefante, em Petrópolis. O leitor e corredor Cadu Soares, do Rio, enviou suas impressões da prova, que divido com vocês. No próximo domingo (29), tem a quarta etapa da Copa Paulista, em Campos do Jordão, mas desta vez não correrei: final de semana de muito treinamento para a Maratona de Porto Alegre, dia 3 de junho.

Segue o relato do Cadu Soares: “O Rio de Janeiro terá quatro etapas do Campeonato Carioca de Montanha. O que podemos dizer da 1ª prova em Petrópolis? Um dos percursos mais difíceis do Brasil (se não o mais!). A corrida foi de alto nível técnico. Os participantes tiveram de percorrer trechos de pura montanha com o visual da bela paisagem da região serrana carioca.

O vencedor no masculino foi o carioca do Grupo Ponto Corrido, Eronildo José da Silva, atual campeão estadual, que concluiu o percurso de 12 km em 1:27:07. No feminino, vitória de Raquel de Souza do Nascimento, com 2:01:49, ambos no trajeto longo, de 12 km. Tempos teoricamente “altos” se tivessem ocorrido na rua, mas se tratando de montanha… Petrópolis… O percurso é simplesmente fantástico e desafiador.

O começo não exemplificou bem as dificuldades. Três quilômetros em declive com trechos planos. Passando do km 3, começaram as subidas e nesses aclives fomos até o km 9, chegando ao cume da Juriti com seus 1.600 m de altitude aproximadamente e com um visual simplesmente fantástico, que só a corrida de montanha proporciona.

Foram aproximadamente 6 km correndo no topo das montanhas fazendo com que o contato com a natureza fosse de um prazer sem igual, sem falar do visual deslumbrante do alto do cume da Juriti. Passada a escalada da “pirambeira”, os atletas iniciaram o trecho de descida pela Trilha do Jequitibá. Mais adrenalina passando por trechos de single track pelas terras e matos com um espaço para correr de aproximadamente 60 cm, bem estreito mesmo, onde era preciso ter muita força nas pernas para sustentar o tronco e o corpo no declive das trilhas. As pernas (que por sua vez já estavam fadigadas pelo esforço) foram bem exigidas para controlar o esforço de correr na descida.

Algumas travessias de riachos/terra/mato/galhos das vegetações… Bem “adventure” que exigiu bastante técnica e cuidado para descer.

Para finalizar este fantástico percurso, uma descida de terra com pedras de aproximadamente 2 km para enfim chegar ao final, na linha de chegada!

O Campeonato Carioca de Corridas de Montanha segue agora para Paraty, em 10 de junho. Depois para Saquarema e termina em setembro, com o superdesafio em Itatiaia, nas Vilas de Maromba e Maringá, com o percurso longo (12 km) e curto (6 km). Mais informações no site da Corridas de Montanha.

Gostou das impressões do Cadu? Mande seus comentários e, se participou de alguma prova pelo Brasil, passe seu relato. O espaço está aberto a todos. Boa sorte para quem irá enfrentar as trilhas na altitude de Campos do Jordão no próximo domingo. Mais informações sobre a prova paulista, clique aqui.

Postado em: Montanha por André Savazoni às 14:54

Deixe o seu comentário

// outros blogs //

Últimas

Maratona noturna em Porto Alegre no dia 6 de dezembro>> LER POST

Blog da CR

Calendário CR 2015. Mandem suas provas até 31/10!>> LER POST

Corrida Viva

ASICS acelera a esperança em parceria com Instituto Oncoguia>> LER POST

Linhas de Chegada

Meu novo parceiro de corrida>> LER POST

Operação Queniana Albina

Missão Super Saias 21K>> LER POST

Publicidade

VELOCIT

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados