Revista Contra-Relógio

Yara Achôa é jornalista, mãe e corredora. E depois de sua maratona sub-4, vem se achando a tal! Ama correr no asfalto, mas também adora uma aventura na montanha.

// Eu corro porque…/

… meu treino é um gráfico de pizza…

27/setembro/2012

Acho que todo mundo desenvolve umas manias ao longo da vida. Coisas que às vezes a gente não sabe explicar como começam, mas que se tornam hábito e ficam cada vez mais “sofisticadas” – ou malucas.

Não lembro exatamente quando começou – talvez tenha sido a partir da minha primeira maratona, em 2008, em Porto Alegre -, mas eu desenvolvi a mania de fazer contas de cabeça enquanto corro.  No início, sem relógio sofisticado, ficar fazendo projeções do tempo final – com somas, divisões, simulações (se eu correr mais rápido, se eu diminuir…) – tinha algum sentido.

Hoje eu tenho um Garmin que me dá muita informação. Mas, mesmo assim, continuo com as contas. Vai entender…

Agora são os “gráficos de pizza” (também chamados de gráficos circulares ou gráficos de setores), tão usados para apresentações de dados, que dominam minha mente enquanto corro.

Chega a ser engraçado, pois eu visualizo até as menores frações.

Na última terça, por exemplo, o treino era de 10 tiros de 400 m, com intervalo de 40 segundos entre eles, em um trecho pequeno do parque, onde a gente tinha de ir e voltar pela mesma pista. Ou seja, um treino bem chatinho.

Mas com o “gráfico de pizza” na cabeça tudo ficou bem mais fácil. Cada ida e volta correspondia a 20% do treino feito. E logo eu “pintava” a fração na pizza virtual.  Aí fui sofisticando, ao ponto de poder afirmar que já tinha completado 83% do treino.

É legal porque funciona também como um treino psicológico e o tempo parece que passa mais rápido. Mas é pirante quando você não quer pensar em nada e a bendita bola dividida em frações não sai da sua cabeça…

Postado em: Atualidade, Motivação, Reflexão, Treino por Yara Achôa às 18:24

5 Respostas para “… meu treino é um gráfico de pizza…”

  1. também faço assim…porém sou engenheiro

  2. Yara, que bom saber que tem mais gente que corre assim….eu corro o tempo inteiro fazendo contas, virou mania, e até uma distração. Nas provas, sempre calculo o pace que estou em cada passagem de km, e vou calculando qual será o pace final se eu forçar um tanto a mais ou se eu terminar os km que faltam em um ritmo X, mais forte ou mais fraco. Isso me distrai e me deixa concentrada ao mesmo tempo. Sou extremamente visual, então ao fazer as contas imagino o relógio andando ou a pista de 400m onde treino (Clube Pinheiros). Quando falta pouco, imagino quantas voltas na pista faltaria, e onde estou na pista…e quanto tempo dá por volta aquele ritmo que estou…enfim, às vezes acho que vou pirar com tanto número no meio da corrida! E não sou engenheira..Mas virou mania, sempre. Agora fico muito feliz de saber que não sou a única….E tenho certeza que estamos exercitando não só nosso físico mas também nossa mente a cada corrida não é? Um grande abraço,
    Adriana

  3. Ah! completando…não é de hoje que faço isso! Há anos, quando treinava com um grupo de meninas na USP, anos 80, me lembro que o técnico falava o ritmo do tiro (na pista)e todas vinham me perguntar qual era o tempo por volta que tinham que fazer….eu era a “calculadora” oficial…
    Bj

  4. Adriana, lógico! É o gráfico de Piza…

    Adorei a sacada, Nishi! :)

    Yara

  5. Gostei dessa…muito boa!

Deixe o seu comentário

// outros blogs //

Últimas

Edson Amaro vence a 10ª edição da Maratona de Foz do Iguaçu>> LER POST

Blog da CR

Veja as próximas maratonas no Brasil>> LER POST

Na Corrida

Cia de Eventos anuncia estratégias para se aproximar dos atletas>> LER POST

Linhas de Chegada

Treino para Maratona gera RP nos 10km>> LER POST

Vida Corrida

Inovando com qualidade>> LER POST

Publicidade

My Running Book

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados