Revista Contra-Relógio

Yara Achôa é jornalista, mãe e corredora. E depois de sua maratona sub-4, vem se achando a tal! Ama correr no asfalto, mas também adora uma aventura na montanha.

// Eu corro porque…/

… balinhas e refri no km 40 da Maratona de São Paulo…

18/junho/2012

Já corri quatro maratonas. Não é tanta experiência assim, mas já é um número respeitável (pelo menos eu acho).

E pelas minhas vivências, digo: por 30 quilômetros você vai bem, corre aquilo que você treinou. Depois, são 12 quilômetros de superação.

Não corri a Maratona de São Paulo no último domingo, mas fui assistir. Porque eu adoro ver gente correndo. Ainda mais uma prova como a maratona.

Depois de ver a chegada feminina (com a Marily dos Santos em quinto) e a vitória do Solonei, me instalei – com marido e filhos – no km 40.

Tão perto e tão longe da chegada…

Naquela altura da prova, você não aguenta mais: já tomou gel, já bebeu água, já comeu batata, já está enjoado…

Tudo o quer é ver logo a linha final.

Ficamos ali, logo após a saída do túnel, debaixo de sol forte (devia estar uns 25 graus). Levamos bala de goma e alguns refrigerantes (um refri prometido para uma amiga, os outros para quem achássemos que precisava) para oferecer aos corredores.

Os meninos adoraram a experiência de ajudar os maratonistas. Ensinei que eles deviam abordá-los com calma, não passar na frente correndo, enfim, respeitar a corrida.

Foi muito lindo ver Antônio e Joaquim oferecendo: ‘quer uma balinha?’, ‘aceita um guaraná?’

Alguns corredores recusavam educadamente. Outros simplesmente aceitavam. Outros aceitavam e agradeciam – muitos até como se estivessem vendo uma miragem. Ouvimos vários ‘Deus te abençoe!’

E cada maratonista que pegava a balinha ou o refrigerante levava um pouco da gente junto…

Parabéns aos que completaram a Maratona de São Paulo!

——

P.S. Se você tem uma boa história de superação na Maratona de São Paulo ou em qualquer outra corrida, fique ligado na PROMOÇÃO que eu vou fazer aqui no blog muito em breve!

Postado em: Atualidade, Filhos, Gostei!, Motivação por Yara Achôa às 17:11

16 Respostas para “… balinhas e refri no km 40 da Maratona de São Paulo…”

  1. Uma atitude simplesmente maravilhosa!!!!
    E você falou tudo, nessa hora você já está enjoado, não aguenta mais comer nada, tomar gel, nem mesmo água. As balinhas que o Joaquim me deu e o guaraná que o Guto me entregou fizeram toda a diferença para meu fim de prova. Eu já vinha bem desgastada e ganhei uma força e uma energia especial.
    Obrigada à você, Guto, Antônio e Joaquim!

  2. Na parte final da maratona essa ajuda não tem preço,faz um bem impressionante ao corredor amador,a laranja do KM 35 é outro exemplo disso.
    Parabéns às pessoas que se propoem a ajudar.

  3. Parabéns pela iniciativa! Muito legal os meninos ajudando! Meus filhos também já adoram e se emocionam assistindo corridas…e correndo! 4 maratonas???? É uma enorme experiência sim, não tenha dúvida! Parabéns

  4. Yara, só quem tá la dentro dos 42k, que sabe o quanto dói. O de camisa amarela na 1ª foto, é irmão da Claudia, o Jr…. Receber uma bala ou um copo de refrigerante no km40 é como receber um presente. Bj

  5. Yara e família.
    Quando passei pelo km 31 lembrei-me de você e o Guto que ano passado estavam por lá e que para alguns, o que me incluo encontrar no percurso amigos dá um incentivo maior para concluirmos a prova.
    Este ano e logo no km 40 encontrar vocês novamente, amenizou aquele momento de pura agonia e mais ainda em ver os filhos de vocês numa atitude que provavelmente eles ainda não tenham a verdadeira noção do ato que estão fazendo e que para quem está “correndo” e como se fosse um colo de mãe.
    Muito obrigado a vocês de todo o coração pela demonstração de carinho para todos nós corredores.
    Um grande beijo.

  6. Yara,

    emocionei-me ao ler a matéria, pois fui um dos q/ receberam as balinhas de um de seus filhos.

    Confesso q/ sequer consegui esboçar (em palavras) um obrigado. Apenas, com a mão direita levantada, com certo atraso (mental), fiz sinal de Paz e Amor.

    Muito obrigado

    A iniciativa foi demais.

    Um beijão nos filhões e anjos de guarda Antonio e Joaquim, bem como a você e ao maridão.

    Boa semana!

    Ricardo Glória
    Mogi das Cruzes/SP

  7. Oh que lindo! Também gosto de ver as pessoas correndo e sempre me emociono com largadas e chegadas!! Parabéns pela família sensível e solidária. :)

  8. Mais que bela atitude! Se tivesse mais pessoas como vocês nestas Maratonas! Só quem consegue chegar aos 40Km sabe a diferença que faz um gesto desse em um momento desse. Parabéns pela iniciativa e atitude.

  9. Poxa Yara me emocionei em ler seu texto. Deve ter sido incrível para os meninos e para os corredores nem se fala. Eu só fiquei sabendo desta ação por conta do Samuel que escreveu em seu blog. Tenha certeza que se foi miragem para alguns corredores, para outros foi a força que faltava. Gostei muito da sua ideia, quem dera se mais pessoas o fizessem, claro sem tumultuar a corrida. Como foi o caso dos meninos abordarem com tranquilidade.

    Achei bacana! Até hoje me lembro do seu posicionamento no km31 ano passado. Se aqui em Salvador tivesse uma MARATONA com certeza eu iria querer testar esta situação. Deve ser uma experiência sem tamanho.

    Parabéns.

  10. Parabéns pelo belo gesto. Só quem passou do Km 40 sabe o incentivo e gas que isso proporciana.

  11. Então guardem umas balinhas p maratona do Rio, no próximo dia 8. Vou sem preparo físico, sem nenhuma experiência, mas com muita força de vontade p encarar os 42 Km. Balinhas e guaraná serão bem vindas!

  12. Muito legal! Parabéns pela ideia.
    beijos

  13. Parabéns pela iniciativa! Tomara que mais gente copie esta idéia! :)

  14. Emocionante seu post! Desde criança via minha mãe tendo atitudes deste tipo e sempre percebi o quanto os atletas ficavam agradecidos. Hoje corro e tenho certeza do quanto “anjos”são importantes nestes momentos!

  15. Pois é, Yara. Eu fiquei lá na placa dos 40 km tirando fotos, mas não enxergava ninguém! Rsrs. Acho que não sirvo para ajudar! Rs. O pessoal que passava é que falava comigo! Kkkkk. A experiência foi boa! Rs.

  16. Eu corri os 25km dessa maratona. Estava tentada a ir nos 42 km. Mas ainda não me senti preparada. Pra mim, a maratona ainda é um alvo um tanto quanto distânte pois tenho que escolher muito pela topografia não pode ter muitas subidas senão, com certeza posso não aguentar pelo meu problema de saúde. Mas, ainda tenho comigo essa vontade que lateja no peito só de escutar o nome “Maratona”. Tenho paciência e vou aguradar minha vez!

Deixe o seu comentário

// outros blogs //

Últimas

Inscrições da Meia-Maratona do Sol chegam ao segundo lote>> LER POST

Blog da CR

"Este ano eu entro no Ranking!" Participe do Desafio CR!>> LER POST

Na Corrida

Detalhes da Maratona de Santiago>> LER POST

Linhas de Chegada

Treino para Maratona gera RP nos 10km>> LER POST

Vida Corrida

Primeira Maratona de Diogo Junqueira.>> LER POST

Publicidade

VELOCITA

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados