Revista Contra-Relógio

Yara Achôa é jornalista, mãe e corredora. E depois de sua maratona sub-4, vem se achando a tal! Ama correr no asfalto, mas também adora uma aventura na montanha.

// Eu corro porque…/

… lembrei porque eu gosto de subir um morro…

5/junho/2012

Fazia tempo que eu não encarava um morro. E já havia esquecido como é bom ser desafiada pelas subidas.

Há meses só encarando a planície do Ibirapuera, no último domingo, por insistência do Guto, resolvi fazer um treininho no Centro Recreativo do Trabalhador, o Ceret, no Tatuapé (SP).

O parque é pequeno e a volta que fazemos tem apenas 2 quilômetros. Mas o lugar é uma delícia porque oferece variação de terreno (asfalto, terra, grama) e elevação (subidas e descidas) o tempo todo.

Antes de começar, combinamos: “três voltas”.

E lá fomos nós. Saímos conversando no trecho inicial, de descida, e fechamos a boca tão logo começou a primeira elevação.

Claro que eu fiz “manha”, andei um pouco, reclamei. O Guto insistia para eu não parar. Nos trechinhos planos ou de descida, ainda conversávamos um pouco. Foi assim nas duas primeiras voltas.

Na terceira, suspendemos o papo, me concentrei. Eu ia encarar o percurso inteiro sem reclamar, sem parar.

Quando estou em situações “difíceis” na corrida (uma subida punk, um trecho monótono, debaixo de sol forte) costumo inventar “mantras”. Nesse domingo, enquanto eu subia os morros do Ceret, repetia na minha cabeça: “estou em uma reta, estou no plano”.

Sei que a terceira volta foi muito boa. O percurso não é um “morro maldito”, mas é puxado. E a sensação de superação também existe ali.

No final da terceira volta, falei para o Guto: “vamos mais uma?”

Fechamos o treino com 9 quilômetros rodados em pouco mais de uma hora.

O tempo não foi lá essas coisas, mas terminei me sentindo mais forte.

E ganhei um elogio do Guto: “você é valente”.

Estava mesmo sentindo falta dos morros e de me sentir valente.

——–

P.S. Se você tem uma boa história de superação em corrida para contar, aguarde a promoção que eu vou fazer aqui no blog muito em breve!

Postado em: Gostei!, Lugar para correr, Motivação, Treino por Yara Achôa às 16:28

5 Respostas para “… lembrei porque eu gosto de subir um morro…”

  1. Experimente correr no Parque do Carmo,o “Pinguim” treina lá de vez em quando.

  2. A memória do nosso corpo nos faz lembrar do que já fizemos e ainda somos capazes de fazer. Parabéns!

  3. Querida Yara. Pra vc que já encarou Morro Maldito e o Morro Bendito de Poços de Caldas… tudo fica mais fácil. É só lembrar do que passamos por lá!
    Bjs e continue.. vc é fera!

  4. Yara, ultimamente, tenho evitado os morros! Rsrrs. Espero que sejam fases… tenho rodado leve, no parque.
    Bons treinos!

  5. Valente nos morros e na vida… amo você.

Deixe o seu comentário

// outros blogs //

Últimas

Inscrições da Meia-Maratona do Sol chegam ao segundo lote>> LER POST

Blog da CR

"Este ano eu entro no Ranking!" Participe do Desafio CR!>> LER POST

Na Corrida

Detalhes da Maratona de Santiago>> LER POST

Linhas de Chegada

Treino para Maratona gera RP nos 10km>> LER POST

Vida Corrida

Primeira Maratona de Diogo Junqueira.>> LER POST

Publicidade

VELOCITA

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados