Revista Contra-Relógio

Yara Achôa é jornalista, mãe e corredora. E depois de sua maratona sub-4, vem se achando a tal! Ama correr no asfalto, mas também adora uma aventura na montanha.

// Eu corro porque…/

… estou de volta…

2/agosto/2011

Amanhã faz dois meses que meu pai morreu. E desde então, por vários e vários momentos, tive a sensação de estar encarando “morros malditos”, com subidas que parecem nunca terminar.

Não são as dores da saudade e os problemas em si – as dificuldades do dia-a-dia, coisas normais na vida de qualquer pessoa – que me tiram o rumo. Mas algumas incertezas, aquelas coisas que você tem que resolver e não sabe como. Me angustia a espera, a dúvida, as ações que não dependem só de mim, mexer em coisas que estavam “enraizadas”. Me angustia a falta de tempo para resolver tudo e para dar a devida atenção a quem precisa – inclusive eu mesma.

Tudo isso, claro, reflete em todas as áreas da sua vida. E afetou minha corrida também. Nos últimos dois meses meus treinos foram inconstantes. O corpo apresentou sinais de cansaço. A cabeça passou a providenciar as desculpas. E se você não reage, é muito fácil desistir. Esbocei algumas reações – treinava em dias muito frios, me achando o máximo, mas depois ficava dias sem correr.

Nesse tempo, talvez até um pouco antes, desisti definitivamente de correr a Maratona de Berlin (eu me inscrevi em janeiro, pois essa era minha meta para 2011). Aliás, desisti de correr qualquer maratona esse ano.

Só que antes de pensar em um novo objetivo, eu precisava reagir, me esforçar dia após dia tanto para retomar o ritmo da corrida como para organizar minha vida. Na semana passada dei um basta nesse “chororô”.  Comecei a fazer musculação. Hoje voltei para os treinos de pista com meu treinador, Marcos Paulo Reis.

E já tenho novos objetivos que estão fazendo meus olhos brilharem. Na verdade eles começaram a ser traçados nos últimos meses, mas estão ganhando consistência agora.

Bom, para 2011, minha modesta meta será correr a Meia Maratona de Londres – a ROYAL PARKS FOUNDATION HALF MARATHON, dia 9 de outubro, abaixo de duas horas. Meu treinador diz que será “moleza”. Não tenho tanta certeza se será fácil, mas eu vou atrás disso. E quero fazer uma bela matéria por lá!

E já que esse ano “pulei” a maratona, em 2012 ela tem que ser especial. E será: Boston!

Sim, eu sei que para correr Boston você precisa de índice e tal… Mas não é que eu tenho o tal índice? A minha performance na Maratona de Buenos Aires, no ano passado, me credencia a Boston em minha faixa etária, com folga de cinco minutos.

Não corri BsAs pensando em índice, nem passava pela minha cabeça. Mas já que eu consegui a tal marca, por que não sonhar com Boston, né? As inscrições abrem em setembro: no primeiro dia para quem tem 20 minutos abaixo do índice; no segundo dia, para quem tem 10 minutos abaixo; no terceiro, para quem tem 5 minutos abaixo (meu caso). Depois, se sobrarem vagas, para quem tem acima disso até o índice.

Não é uma certeza, apenas uma possibilidade. Mas vou correr atrás dela :)

Postado em: Planos, Reflexão por Yara Achôa às 11:30

9 Respostas para “… estou de volta…”

  1. Querida Yara, meus sentimentos pelo seu pai, ja passei por isso e bem sei como é triste, muita força e paz no seu coração. As adversidades da vida as vezes nos atrapalham ou até nos impedem de treinar, maaaas vc é GUERREIRA e eu tenho certeza que fará Londres super bem!! Estou aqui na torcida… um super beijo e saudades.

    Isa

  2. Yara, sinto muito pela perda do seu pai…
    mas fico feliz como vc descreve com toda naturalidade e sinceridade o que vc passou e que já está a procura de novos desafios! espero que vc consiga atingir os seus objetivos, sejam elas de corridas ou fora delas! Um grande abraço!

  3. Não sabia sobre a perda do seu pai.. sinto muito..
    Infelizmente essas são coisas naturais da vida… mas que não são facilmente aceitas…
    Fico contente que você está de volta.. sei que é guerreira e nunca perde uma luta :)

    bjs
    Jacke Gense

  4. Olá Yara, não nos conhecemos mas sei que rachamos o mesmo treinador, o Akira/MPR. Enfim, li seu post e queria comentar que também perdi meu pai há 3 anos. Passado o susto, tomei a corrida como minha vávula de escape. Melhorei muito minha performance e hoje não tem uma corrida que eu não pense nele quando preciso de um empurrãzinho. Vc vai ver… eles estão sempre prontos para ajudar. Abcs e bom retorno!

  5. Este momento é também de superação. Tenha a certeza de que o tempo é o melhor remédio.

    Estamos todos ao seu lado.

  6. e quando a gente vai correr uma prova juntas de verdade???

  7. Precisamos, né? Pode olhar no calendário e marcar.

  8. Yara, estávamos com saudades. As grandes dificuldades da vida são resolvidas por si próprias. A vida as cria e a vida as resolve, basta dar tempo ao tempo. Cabe a nós não desanimar. A vida nos derruba diversas vezes. Se quiser no chão ficamos. Mas cabe a nós levantar e seguir frente. Respeitando obviamente os nossos limites. Há tempo para o tempo. Acho que a corrida para nós é antes de tudo um grande prazer. Eu por exemplo não admito praticar o meu esporte favorito sentido dor, seja física ou emocional. Estou assim como você afastado das metas há cerca de 2 meses. Mas iremos voltar ao foco em breve, sem grandes exigências. Quando tudo estiver reestabelecido, ai sim, vamos com tudo rumo aos grandes sonhos. Um forte abraço para você.

  9. Muito triste perder o pai.Tinha mais ou menos sua idade quando perdi meu Pai.Não é bom.Agora quanto vc nao ir a Berlim,tbem fiquei triste pq achei que iriamos correr juntos,digo, na mesma prova no exterior.Eu continuo com meus planos…Vou para Berlim e ah!Vou com a Kamel turismos assim tenho companhia!!!!

Deixe o seu comentário

// outros blogs //

Últimas

Inscrições da Meia-Maratona do Sol chegam ao segundo lote>> LER POST

Blog da CR

"Este ano eu entro no Ranking!" Participe do Desafio CR!>> LER POST

Na Corrida

Detalhes da Maratona de Santiago>> LER POST

Linhas de Chegada

Treino para Maratona gera RP nos 10km>> LER POST

Vida Corrida

Primeira Maratona de Diogo Junqueira.>> LER POST

Publicidade

VELOCITA

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados