Revista Contra-Relógio

Yara Achôa é jornalista, mãe e corredora. E depois de sua maratona sub-4, vem se achando a tal! Ama correr no asfalto, mas também adora uma aventura na montanha.

// Eu corro porque…/

… estou de casa nova…

27/outubro/2010

Três anos e nove meses e 86 mil acessos depois do primeiro post no meu blog Eu Corro Porque…, o sonho finalmente se realiza: ocupar um espaço mais profissional.

Não poderia ser em uma casa melhor: o site da Contra Relógio, revista que me abriu as portas para o mundo das corridas. Sou eternamente grata ao Tomaz Lourenço – uma das pessoas que mais entende de corrida no Brasil.

E a vizinhança, então? Sérgio Rocha, Fernanda Paradizo, Vicent Sobrinho… Mais do que grandes jornalistas, amigos corredores de verdade!

O antigo endereço do Eu Corro Porque… continuará existindo, mas como uma espécie de arquivo.

É aqui que, a partir de hoje, dividirei com você as dores e delícias das minhas experiências nas corridas.

E bem nessa pegada de “dores e delícias”, faço minha estreia com um breve relato da minha subida pela Estrada do Rio Escuro, um morro pra lá de íngreme, no segundo dia da #Nike600K.

Uns dias antes da prova, olhando o Race Book dos 600K, li que os trechos 23 e 31 eram os mais difíceis. Em e-mails trocados com a equipe, ainda brinquei e desejei boa sorte a quem fosse encará-los. Só depois é que vi que o 31 estava reservado ao corredor número 9 – ou seja, eu!

No ano passado esse trecho havia sido percorrido pela Apa Alfano – que foi chamada de guerreira até o final da prova. Sabia que era duro. Mas agora não tinha muito o que fazer: o “morro maldito” era meu.

O começo não assustou e por alguns instantes achei que chamar o morro de “maldito” fosse exagero. Até que o motoqueiro que me acompanhava disse: “vai na manha porque um pouco mais adiante o bicho vai pegar”.

Corri até onde foi possível. Em alguns trechos de curvas e subidas muito íngremes, o mais sensato foi caminhar.

Dali a pouco, avisto um carro com fotógrafos. A missão: registrar o sofrimento dos corredores naquele percurso insano.

“Ah, é? Então vamos lá”, pensei.

Foquei o infinito e voltei a correr firme, determinada, segura. Mas tudo o que eu desejava era chegar ao fim daquela subida o mais rápido possível. Esse trecho rendeu fotos expressivas e felizes (e só por isso já teria valido a pena todo e qualquer sacrifício).

Depois veio a descida, igualmente insana. Caminho cheio de pedras. Um tombo ali seria fatal. Porém não dá para resistir a se jogar morro abaixo, para recuperar o tempo perdido na subida.

Quase no final, um grupo de amigos jornalistas animou minha chegada. Uma alegria que nunca vou esquecer.

Completei com sorrisão no rosto – o que me levou a pensar: “nas situações mais difíceis há que se ser forte, mas sem perder a ternura!”

E como disse meu amigo Samuel, se os momentos mais desafiadores não ficam mais fáceis, com coragem e amor pelo que se faz, pelo menos se tornam menos difíceis.

Postado em: Depoimento por Yara Achôa às 12:20

32 Respostas para “… estou de casa nova…”

  1. Parabéns Yara pelo novo Blog!!! Como sempre show de bola!!!
    Bjokas

  2. #aisim
    Site Novo, Blog novo de novo e tudo de bom!
    Beijos e muitos km de postagem por aqui tbm
    Colucci
    @antoniocolucci

  3. Parabéns Yara…
    Já te acompanhava no outro blog e com certeza continuarei te seguindo por aqui!!!
    Mudanças são sempre boas…
    Bjão da amiga twiteira
    @PaulinhaCoghi

  4. Yara, longa vida ao blog na nova (já nem tao nova assim né?) casa. Ah, e no ano passado, pelo que me lembro, perdi muito a ternura neste trecho. Xinguei em voz alta tudo q era palavrão que me veio à mente rsrs. Mas guerreiras são assim: descem do salto mas completam sua missão. Parabéns!!

  5. Sucesso no novo blog! Aliás só tem motivo pra ser bem sucedido né? O lado corredora está de vento em popa, o lado jornalista (creio que influenciado pelo outro) anda tão bom quanto. Como vc mesma falou, o host é super-apropriado e as cias. ilustres!

    Cá estaremos para acompanhar as aventuras da Yara. O que virá daqui pra frente? Ultra-maratonista, tri-atleta, montanhista/trilheira?

    Vai lá, Guerreira! (Vc xingou muito tb na subida maldita? kkk)

    Beijão,
    Shigueo

  6. Pior é que não xinguei. Deixei um “espírito baixar em mim” e curti todas as sensações que tive direito. Lembrar desse trecho só me dá forças! Obrigada, Shigueo!

  7. Yarinha querida,
    Primeiramente parabéns pelo novo espaço, mais do que merecido.
    Segundo, seu relato foi lindo e muito expressivo. Você conseguiu transmitir muito bem tudo o que você passou nos 600k!
    Sucesso nesta nova fase..
    bjs
    Jacke Gense

  8. Parabéns Yara !!!

    Mais uma vez vc conquista uma grande vitória em sua vida, pessoal, profissional e de atleta uma pessoa que inspira a todos que te admiram e te adoram !!

    Sucesso Sempre !!!

    http://porqueeucorro.blogspot.com/

  9. Ei Yara!!

    Muito bom esse espaço novo para você?? Que casa mais arrumadinha hein? hehe

    Adorei o relato, adorei as fotos! Tudo de bom pra você e com certeza vamos estar de olho em tudo que tá acontecendo aqui!!

    Beijos

    Leo Binda

  10. Parabéns pela nova fase do blog. Sem dúvida alguma você também é uma das pessoas de quem me lembro quando penso na Contra Relógio. A sua identificação com a revista é absoluta. Sou seu leitor assíduo desde a época do seu relato da Maratona de Porto Alegre, resenha absolutamente impecável, incrível e emocionante. Sendo a sua história a responsável pela minha participação na Maratona do Rio de Janeiro deste ano. Nos momentos de dificuldades durante a prova eu me lembrava do seu relato: “calma o seu corpo está preparado para correr durante quatro horas”. Deu certo. Completei a prova em 4h7min, apesar de ter largado com dez minutos de atraso. Porém, mesmo sabendo que a estética não é a prioridade neste espaço, que tal colocar uma foto mais bonita no logotipo da página, pois, não me entenda mal, acho que a atual não reproduz a sua beleza e não condiz com o novo espaço do blog. Enfim, é só uma simples sugestão. Continue sempre nos proporcionando relatos, emoções e histórias incríveis.
    Claudio Onofre

  11. Yara,
    A casa nova ficou bonita…parabéns!!!
    Bjs

  12. Parabéns Yara! Mulher,Corredora e Guerreira

    Grande Beijos
    @fabirunning

  13. Parabéns, Yara! Boa sorte nessa nova empreitada. Tenho certeza que encontraremos por aqui a mesma qualidade de sempre.

    Sucesso!

  14. Como é bom que coisas boas aconteçam com pessoas que a gente admira. Vc merece o sucesso o que tem. Abs

  15. Nossa, que máximo tudo!
    O post, o blog novo, a “casa nova”, tudo de bom, hein?
    Parabéns querida, você merece!
    E que venham muitos “morros malditos” na tua vida de corredora e jornalista, para você vencê-los com igual garra, determinação e coragem.
    Beijocas

  16. Oi Yara! Parabéns pela casa nova! Sou sua fã, vc sabe! Que sua moradia aqui seja beeeem longa! Parabéns também pela garra nos 600K. Bjão!

  17. ela meré-cê! ela meré-cê!

  18. Yara,

    Como sempre ótimos textos e ainda com detalhes. Parabéns pela nova “casa”.

    Bj

  19. Obrigada por tudo, Claudio! E parabéns pela Maratona. Quanto à foto, eu deveria ter feito uma especialmente para o blog, como meus colegas blogueiros. Mas pela correria que foi o mês de outubro não tive tempo. E você não é o primeiro que faz essa observação. Embora eu goste dessa imagem, que para mim passa força e determinação, acho que é legal mesmo mostrar um lado mais feliz da corrida – porque a corrida me deixa muito feliz! Vou providenciar :) Beijo

  20. e a festa de lançamento? hehehe manda mto essa dona Yara! sua linda!

  21. Yarinha… é isso! Correr e escrever são prazeres que dividimos diariamente. É muito bom estar em uma equipe tão afiada. bjs e sucesso para todos nós!

  22. Yara

    Você merece!

    A CR tem a sua cara e quando vemos vocês que elaboram a revista também participarem das competições a identificação é bem maior com o leitor.

    Um grande beijo

  23. Parabéns Yara, pela liderança, perseverança e “correria”. Só quem te acompanha é que entenderá todas essas mudanças em sua vida. O blog ficou e ficará 10!!

  24. Parabéns pelo novo blog! Só não encontrei o RSS para eu atualizar no meu Reader…

  25. Olá Yara,
    Parabéns pela cara nova do site e pelo blog.
    Abraço,
    Helbert Góes – BH

  26. Amiga querida,
    A nova casa ficou a sua cara – linda! E o que escreveu é um pouco do que penso em relação às corridas: se treinamos direitinho, o corpo sabe o que fazer. Se sabe o que fazer, vamos tentar curtir e ser feliz, mesmo quando o morro é “maldito”!
    Boa sorte e vida longa ao blog!

  27. A Nike 600 já é pra poucos. Encarar o mardito dos 600 é para pouquíssimos. Depois dos feitos da Apa e da Yara na equipe imprensa, precisamos repaginar o conceito de “macho” para representar coragem. Quem encara tripla jornada, parto e preconceitos tira de letra esses montinhos que aparecem pelo caminho.

  28. Sucesso (mais ainda!) na nova casa e nova fase do blog. Que ele traga para todos nós muitas outras histórias marcantes e belas experiências como as que foram contadas lá.

  29. Grande Yara,
    Um dos grandes previlégios que tive este ano foi conhecer a pessoa fantástica que vc é. Ser reconhecida no templo dos corredores é o registro de quem você realmente é. Parabéns moça.
    E obrigado por sempre nos presentear com bons textos

  30. Poxa! Yara, me orgulho de você!
    Estou começando correr e são mulheres como você que faz a gente ter mais estímulo e garra!
    Parabéns!

  31. Ha uns 3 ou 4 anos li um post de uma mulher; Mãe,,dona de casa,,profissional e iniciante na corrida..Alguem que acabara de descobrir o mundo da corrida…!!!

    Hoje eu vejo esta mulher com uma otica impressionante deste mundo novo que lhe foi apresentado e que ela srveu os conhecimentos com a maestria que muitos profissionais do esporte não obtem em dezenas de anos…

    Esta Mulher é vc Yara e vc esta doente e sinceramente espero que vc nunca encontre a cura deste mal gostoso e necessario,,são pessoas como vc que engrandecem e enriquecem este mundo..!!! “Sua Doente” rsrsrs…

    Parabens por ser esta pessoa aguerrida que vc é…!!!

    Delmir dos Santos.

  32. […] Em 2010, grande ano nas corridas para mim, ano de quebra de recordes pessoais em todas as distâncias (e incríveis 3h53m na Maratona de Buenos Aires), a palavra que definiu os 600K para mim foi “força”. […]

Deixe o seu comentário

// outros blogs //

Últimas

Meia do Rio marca lançamento de nova versão de tênis da Fila>> LER POST

Blog da CR

Veja as próximas maratonas no Brasil>> LER POST

Na Corrida

Cia de Eventos anuncia estratégias para se aproximar dos atletas>> LER POST

Linhas de Chegada

Muita transpiração, pouca inspiração>> LER POST

Vida Corrida

Inovando com qualidade>> LER POST

Publicidade

My Running Book

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados