Revista Contra-Relógio

Vicent Sobrinho é jornalista e desde que correu sua primeira corrida de rua, em abril de 1979, nunca mais parou. Dos 100 m à Maratona, já fez mais de 600 provas.

// Corrida Viva//

Altobeli só quer Correr ! Mais… muito mais !

26/março/2015

No primeiro dia oficial de outono, dia 21, um sábado chove não molha, no fim da tarde quando chegava em casa para um merecido descanso,  após,  um dia longo de trabalho recebi  via Whats App um convite para assistir a uma boa disputa na pista de atletismo do Ibirapuera que, quase nunca posso usar do artifício de “não ir” com a desculpa que é longe, porque para mim não é, está a apenas 500m do portão de minha residência, ou seja, 100 metros a mais que uma volta na pista. Confirmei o convite até porque fui convencido pelo amigo e corredor dos bons, Leonardo Santana, que me encorajou a dar esse pulinho rapidamente na pista de atletismo do Estádio Ícaro de Castro Melo, contava-me  que seria uma das melhores disputas dos últimos tempos nos 5000m masculino.

A prova fazia parte da 1ª Etapa do Torneio  ”SYMAP”  (Sylvio de Magalhães Padilha) embora a falta de Marilson dos Santos a prova estava em altíssimo nível com concorrentes de muita qualidade, e era isso mesmo, confirmei quando rapidamente ao caminhar pela beira da pista até o ponto da largada, na marca dos 200m, ao passar pelos técnicos Adauto Domingues e Ricardo D´angelo logo perguntei:  O que vocês técnicos esperam dessa prova?  “Ah.. estamos torcendo para dar sub 13:50 nesses 5000 metros.”

Sub 13:50 para os 5000 metros

Todos os olhares convergiam para o rápido Altobeli Santos da Silva, 24 anos e o primeiro a cruzar a linha de chegada foi ele, que correu estrategicamente ditando o ritmo da prova e dominando praticamente do começo ao fim, mesmo sendo as vezes aguçado pelos concorrentes Altobeli reagia como queria e assim o fez concluindo com a brilhante marca de 13:41:17. “Estava tudo planejado, nada aconteceu por acaso.Eu me dedico, corro atrás do objetivo mesmo ! E sou bem orientado, por isso dá certo!

O jovem Altobeli é maduro, experiente e sem medo, uma de suas importantes conquistas aconteceu em 2014, quando resgatou o orgulho brasileiro ao vencer a tradicional Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro com o tempo de 1:04:02 e findou a hegemonia africana que durava desde 2008.
O brilhantismo e o desempenho desse atleta ao mesmo tempo que é praticamente um fenômeno por desempenhar bem diferentes distancias é também preocupante para um pais que irá sediar as olimpíadas no próximo ano ao assistirmos que para se manter tem que continuar preocupado e driblando problemas que ele vem passando.   “ Eu sou muito grato ao que tenho, mas, conto apenas com o patrocínio da Matlat Nardini. Eu preciso e aguardo chamado de um novo clube!”

Durante uma breve conversa logo após a sua chegada, Altobeli ressaltou algumas vezes que tem enfrentado dificuldades. “ Eu tenho feio minha parte, e quero sempre melhorar e apresentar-me bem, sempre demonstrando evolução, só que  é preocupante num ano pré olímpico ter que correr provas de rua para conseguir algum dinheiro a mais, mas, acredito que surgirá uma equipe, com salário compatível.  Eu sempre luto, e vou atrás dos resultados, preciso apenas da oportunidade e o prazo justo para fazer acontecer!”

Altobeli  diz ter como espelho e admiração os atletas Marilson Gomes, Vanderlei Cordeiro e Geovani dos Santos. “Gosto muito deles principalmente porque eles são gente simples, verdadeiros campeões nesse esporte e na vida!”

A evolução do atleta é a do técnico também!

Altobeli é muito agradecido e fez muitas reverencias a Guilherme Salgado, técnico que o descobriu para o atletismo.  “ É importante demais um técnico na história de um atleta, qualquer corredor, atleta que quiser evoluir não pode ficar no mole, tem e precisa existir a cobrança, pressão,  o atleta precisa disso é dessa cobrança que nasce a responsabilidade e a vontade de se superar e vencer!”

O técnico Guilherme contou-me ainda à beira da pista que seu pai já era corredor e o levava como companhia nas provas e logo se tornou também corredor.  “Comecei nas corridas logo estudei Educação Física e me tornei técnico de atletismo em minha cidade Catanduva onde conheci  Altobeli ao vê-lo fazer um bom resultado numa prova regional, ainda tinha 18 anos.” Recordou Guilherme.

Hoje com 24 anos,  Altobeli tem o objetivo de correr provas que o levarão para Pan-americano e Olimpíadas, tem boa marca nos 10.000 e agora beirando os 13:40 nos 5000m, o se3u melhor  baixando 13 segundos, faz uma previsão de 28:30 ou melhor ainda.

Ah… Para saberem:  O curioso nome Altobeli é uma homenagem de seu pai ao jogador campeão do mundo pela seleção da Itália – Alessandro Altobelli que marcou cinco gols nas copas de 82 e 86.

Resultado oficial do  5.000m rasos  - Masculino Final p/Tempo

Col                                                                          Clube                                                 Resultado

1     ALTOBELI SANTOS DA SILVA –  CRUZEIRO ESPORTE CLUBE –               13.41.17

2     DAVID BENEDITO DE MACEDO –  ORCAMPI UNIMED            -                13.47.19

3     EDERSON VILELA PEREIRA – ASSEM-SÃO JOSÉ DOS CAMPOS –           13.50.03

4     THIAGO DO ROSARIO ANDRE – CLUBE DE ATLET. BM&F/BOVESPA –  13.54.30

5     JOILSON BERNARDO DA SILVA – CLUBE DE ATLET.BM&F/BOVESPA  - 13.56.01

6     EDER UILLIAN OLIVEIRA DA SILVA – ORCAMPI UNIMED –                     14.12.44

7     CARLOS ANTONIO DOS SANTOS ESPORTE REZENDE –                            14.15.59

8    RAFAEL SANTOS DE NOVAIS – ESPORTE CLUBE PINHEIROS –                                14.19.32

9     LEANDRO PRATES OLIVEIRA – ONG SYMAP –                                              14.21.57

10     ROBSON PEREIRA DE LIMA – CLUBE DE ATLET. BM&F/BOVESPA –   14.32.46

11     ANDRE LUIS ANTONIO – ASA SÃO BERNARDO DO CAMPO CAIXA –               14.56.94

12     RAPHAEL MAGALHÃES MOURA – SESI/SP –                                             15.01.72

Postado em: Atualidades, Eu estava lá!, Eventos_Corrida, Historia da corrida de rua, Perfil, Personagens por Vicent Sobrinho às 11:33
2 comentários »

13/março/2015

Maratona do Rio de Janeiro abrirá mais inscrições para os 42 kms

Devido a grande procura de atletas, organização abre 500 vagas para os 42km.
Leia mais>>>


3/março/2015

João: Você nunca será o último! MESMO! ! !

Por:  Vicent Sobrinho 01/março/2015 Um ano após, se repete a cena dessa vez demorou um pouco mais que o ano passado, dessa vez havia preocupação de porque ele não chegava.
Leia mais>>>


5/fevereiro/2015

Quando 22k parece 10k? Só dividido em boa companhia !

21k com Chuva.
Leia mais>>>


19/janeiro/2015

Treino no Pico do Jaraguá – Só para os fortes !?

Qualquer corredor urbano ou não, que está acostumado a correr provas nos percursos planos ou com poucas subidas, ao se inscrever para a tradicional VOLTA ao CRISTO de Poços de Caldas/MG já sabe,  é muito aconselhável treinar em subidas para provas como esta que é quase especifica de montanha, não fosse 70% dos 16k percorrida nas ruas asfaltadas da cidade e na estrada de até o topo do morro de São Domingos.
Leia mais>>>


23/dezembro/2014

Israel dos SONHOS . . .

[caption id="attachment_3539" align="alignleft" width="200" caption="Vencendo em 2013 a prova Sargento Gonzaguinha.
Leia mais>>>


« Mais Antigos

// outros blogs //

Últimas

Bolt disputa a terceira edição do 'Mano a Mano' no Rio de Janeiro>> LER POST

Blog da CR

Inscrição para a Meia de Brasília termina hoje!>> LER POST

Na Corrida

Trânsito, um agente direto de estresse>> LER POST

Linhas de Chegada

Brasileiros participam do Engadin Swim Run na Suíça >> LER POST

Operação Queniana Albina

Missão Super Saias 21K>> LER POST

Publicidade

Fisiorun

Publicidade

















11 3031.8664
Rua Hermes Fontes, 67
São Paulo - SP





© 1993 - 2014
Todos os direitos reservados